Voltar

Osteoartrose (artrose) do tornozelo

Navegue em: Ortopedia

É o desgaste da cartilagem articular que pode ser primária (causa desconhecida) ou secundária como sequela de fraturas, doenças reumáticas, etc. Esta lesão provoca dor, deformidade, limitação dos movimentos e da qualidade de vida.

O tratamento inicial é conservador c/ fisioterapia, acupuntura, condroprotetores (ex: glucosamina, condroitina, colágeno tipo II, etc), palmilhas e viscossuplementação (infiltração c/ ácido hialurônico).

O tratamento cirúrgico é indicado na falha do tratamento conservador e consiste em:

  • Artroscopia p/ limpeza articular;
  • Osteotomias (corte nos ossos) ou artrodese (fusão articular);
  • Prótese de tornozelo.

O QUE FAZ A ORTOPEDIA?

Preparamos um material exclusivo explicando a área da Ortopedia e as principais formas de tratamento das doenças.
Faça o download gratuitamente:

BAIXAR

Perguntas Frequentes

A osteoartrose do tornozelo, também conhecida como artrose do tornozelo, é uma condição degenerativa das articulações que envolve o desgaste progressivo da cartilagem que reveste a articulação do tornozelo.

Os sintomas incluem dor no tornozelo, rigidez articular, inchaço, diminuição da amplitude de movimento e, em estágios avançados, deformidade da articulação.

A osteoartrose do tornozelo pode ser causada por envelhecimento, lesões prévias no tornozelo, desalinhamento das articulações, excesso de peso e outras condições médicas subjacentes.

O diagnóstico envolve uma combinação de exames físicos, história clínica e exames de imagem, como radiografias ou ressonância magnética (RM).

O tratamento pode incluir fisioterapia, medicações para alívio da dor, dispositivos de suporte, como órteses ou tornozeleiras, e, em casos graves, cirurgia para realinhamento da articulação ou substituição da articulação.

Complicações incluem a progressão da doença, dor crônica, limitações funcionais e a necessidade de procedimentos cirúrgicos invasivos.

Embora não seja possível prevenir completamente a osteoartrose do tornozelo, você pode reduzir o risco evitando lesões, mantendo um peso saudável e praticando exercícios para fortalecer os músculos ao redor do tornozelo.

Você deve procurar tratamento médico se tiver dor persistente no tornozelo, rigidez ou limitação na mobilidade que afetem sua qualidade de vida ou atividades diárias.

A recuperação varia dependendo do tratamento, mas muitas pessoas conseguem aliviar os sintomas e melhorar a função do tornozelo com fisioterapia e outras terapias não cirúrgicas.

Não, a cirurgia é geralmente considerada quando outros tratamentos não cirúrgicos não proporcionam alívio adequado da dor ou quando há deformidade significativa da articulação. O tratamento depende da gravidade e progressão da condição.

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store