Voltar

Hérnia de disco

Navegue em: Ortopedia

Cuidar da coluna pode ajudar a evitar problemas futuros, que podem ser bem incômodos e doloridos, como a hérnia de disco. Ela ocorre quando parte de um disco intervertebral sai de sua posição normal e comprime as estruturas nervosas da coluna vertebral como a medula e as raízes. A doença costuma ser mais frequente nas regiões lombar e cervical, por serem áreas que suportam mais carga e estão mais expostas ao movimento. É uma das causas mais comuns de dor lombar e também de dor nas pernas. Ela decorre de um processo degenerativo do disco intervertebral, que tem relação genética e com fatores ambientais como sedentarismo, obesidade e tabagismo.

Os sintomas mais comuns da hérnia de disco são dor nas costas ou no pescoço, contratura muscular, dor irradiada para pernas ou braços, formigamento, dormência, fraqueza e até paralisia dos membros inferiores ou superiores.


O QUE FAZ A ORTOPEDIA?

Preparamos um material exclusivo explicando a área da Ortopedia e as principais formas de tratamento das doenças.
Faça o download gratuitamente:

BAIXAR

Perguntas Frequentes

Uma hérnia de disco ocorre quando o núcleo gelatinoso do disco intervertebral se projeta para fora através de uma fissura ou fraqueza na camada externa do disco, comprimindo os nervos adjacentes.

As hérnias de disco são frequentemente causadas pelo envelhecimento, lesões, movimentos bruscos, esforço excessivo, levantamento de peso incorreto e degeneração dos discos intervertebrais.

Os sintomas podem incluir dor nas costas ou pescoço, dor irradiando para os braços ou pernas, dormência, formigamento, fraqueza muscular e em casos graves, perda de controle da bexiga ou intestino.

O diagnóstico geralmente envolve uma avaliação médica, histórico do paciente e exames de imagem, como ressonância magnética ou tomografia computadorizada, para confirmar a presença da hérnia e determinar sua localização e gravidade.

O tratamento pode variar de acordo com a gravidade da hérnia. Pode incluir repouso, fisioterapia, medicamentos para a dor, injeções de corticosteroides e, em casos graves ou persistentes, cirurgia.

Em alguns casos, hérnias de disco menores podem diminuir de tamanho ou curar com o tempo com repouso e tratamento conservador. No entanto, hérnias maiores geralmente requerem intervenção médica.

Não é possível prevenir completamente uma hérnia de disco, mas é possível reduzir o risco mantendo uma boa postura, praticando levantamento seguro de peso, fortalecendo a musculatura das costas e evitando movimentos bruscos.

Os fatores de risco incluem envelhecimento, histórico familiar, excesso de peso, tabagismo, levantamento de peso incorreto e atividades físicas de alto impacto.

O tempo de recuperação varia de acordo com a gravidade da hérnia e o tratamento escolhido. Alguns pacientes podem melhorar em semanas, enquanto outros podem necessitar de tratamento contínuo.

As opções cirúrgicas incluem a discectomia, que envolve a remoção da parte herniada do disco; a fusão espinhal, que une duas vértebras adjacentes; e procedimentos minimamente invasivos, como a microdiscectomia. O tipo de cirurgia depende da situação clínica específica.

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store