EQUILIBRIO EM XEQUE

A TIREOIDE É RESPONSÁVEL POR PRODUZIR HORMÔNIOS ESSENCIAIS AO BOM FUNCIONAMENTO DO NOSSO ORGANISMO. MAS, SE ELA TRABALHAR DEMAIS OU DE MENOS, PODE ATRAPALHAR TUDO. ENTENDA AS PRINCIPAIS DISFUNÇÕES DA TIREOIDE, SUAS CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTOS

Localizada na região do pescoço, a tireoide é uma glândula que exerce uma função bem importante no nosso organismo: regular órgãos vitais como coração, cérebro, fígado e rins. Basicamente, ela é controlada pela hipófase, região do cérebro que produz o TSH – sigla para o hormônio que induz a tireoide a produzir outros dois hormônios: tri-idotironina (T3) e tiroxina (T4), que ajudam a reger o metabolismo. Por isso, quando algum problema acontece – na maioria das vezes silenciosamente –, todo o organismo acaba sentindo. Segundo especialistas, problemas nessa glândula são comuns, têm diagnóstico e tratamento simples no geral, e podem estar presentes em grande parte da população. Conversamos com o Dr. Erivelto Volpi, médico cirurgião de cabeça e pescoço do Centro Especializado em Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, para entender quais são as duas principais disfunções da tireoide e como tratá-las adequadamente.

HIPOTIREOIDISMO

O QUE É

Disfunção mais comum, acontece quando a glândula produz uma quantidade de hormônios menor que a necessária. “Dessa forma, as funções do nosso organismo são prejudicadas pela diminuição da entrada de energia nas células. É como se, no caso de um automóvel, o combustível fosse de má qualidade”, explica o Dr. Erivelto.

CAUSAS

São diversas, mas a principal delas – e que ocorre mais em mulheres – é a tireoidite de Hashimoto, doença autoimune causada por um mecanismo ainda pouco conhecido pela medicina. “O que acontece é que nosso corpo identifica
a glândula como um tecido estranho e começa a produzir anticorpos para ‘atacá-lo’, como se fosse um intruso. Resultado: esses ataques contínuos vão destruindo a capacidade da tireoide de produzir hormônios”, resume o Dr. Erivelto. Outras causas bem menos frequentes são o hipotireoidismo por deficiência de iodo e até pelo uso de determinados medicamentos, como amiodarona e lítio. Algumas pacientes também podem desenvolver esse tipo de disfunção durante ou após a gravidez.

SINTOMAS

O mais comum é o cansaço sem motivo, mas o paciente também pode ter perda de memória, perda de força muscular, raciocínio lento, sonolência e até depressão. Além disso, queda de cabelo, pele seca, alterações menstruais e aumento dos níveis de colesterol também podem ocorrer.

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

simples: basta um exame de sangue para fazer as dosagens hormonais. Já o tratamento consiste na reposição de hormônios com a ajuda de comprimidos. “O tratamento é simples, barato, eficaz e não tem contraindicações. O importante
é fazer o acompanhamento corretamente, comparecendo às consultas conforme a orientação médica”, diz o especialista.

HIPERTIREOIDISMO

O QUE É

quando a glândula funciona além do que deveria, ou seja, produz mais hormônios do que o necessário. O problema aqui é que o organismo
fica acelerado e o paciente, por sua vez, sofre as consequências desse excesso.

CAUSAS

Ainda não são muito conhecidas, mas o que se sabe é que existem doenças que podem levar ao problema. A mais comum delas é o bócio difuso
tóxico, também chamada de doença de Graves, que faz com que haja um aumento do volume da glândula e da produção de hormônios, independentemente do controle da hipófise. Inflamações e nódulos comuns na doença de Plummer também são capazes de produzir hormônios em
excesso. O problema ainda pode surgir se o paciente tomar hormônios demais, ou seja, o próprio iodo em excesso, em vez de estabilizar a produção hormonal, pode aumentá-la. Entre as causas mais raras, estão tumores na hipófise,
testículos e ovários.

SINTOMAS

principal deles é o aumento da frequência cardíaca, acompanhado ou não de palpitações ou arritmia. O paciente também pode ver o apetite aumentar. Outras características dessa disfunção são transpiração, intolerância ao calor e tremores nas extremidades do corpo. Além disso, também é comum sentir cansaço, ansiedade, insônia, irritabilidade e perda do tônus muscular. Se o hipertireoidismo for causado pela doença de Graves, pode haver o exoftalmo, termo usado para definir os “olhos salientes”.

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Um exame de sangue também é o suficiente para definir o diagnóstico. Na hora de tratar, o uso de medicamentos que bloqueiam a produção de hormônio é mais eficaz, mas funciona somente com um controle regular e constante. A radioterapia também é utilizada, já que diminui a capacidade da glândula de produzir hormônios. “Caso nenhum dos tratamentos tenha eficácia, o paciente pode optar pela cirurgia de retirada de parte ou de toda a tireoide”, explica o Dr. Erivelto.

Veja Também

Leve Com Você
SOBRE VOCÊ

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store