Saiba como lidar com a ansiedade pelas listas de aprovados no vestibular

Especialista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz aponta que dedicação e comprometimento contam mais que os resultados nos testes.

O começo de ano, para muitos jovens, é época de expectativa e ansiedade, já que é momento de aguardar pelas listas de aprovados nos vestibulares. Mas nem sempre o resultado obtido é o esperado, o que pode gerar tristeza, frustração e, algumas vezes, causar dúvidas em relação à carreira escolhida.

Apesar da situação angustiante, é importante ter em mente que vivências negativas fazem parte do processo de formação do indivíduo. A orientação é de Alaor Carlos de Oliveira Neto, coordenador do Serviço de Psiquiatria do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que deu dicas de como superar esse período tenso que antecede o início da vida acadêmica. Veja abaixo:

Por que o período do vestibular é tão difícil para a parte emocional dos estudantes?

Algo que a pessoa alimentou, nutriu, colocou sentimento e dedicação, mas não trouxe o resultado esperado, causa a decepção típica do luto, com todas as suas fases, como a frustração, a negação, a revolta. Mas também é uma das fases na qual observamos dois tipos de angústias: a da necessidade da escolha de uma carreira, nem sempre certa, e a da decisão que supostamente “vai determinar o futuro”. O insucesso nesse processo traz a recorrência da experiência de mais um ano de estudos e uma sensação de estagnação.

Mas é possível tirar experiências positivas apesar da ansiedade e das possíveis decepções?

Esse tipo de vivência como oportunidade de aprendizado é fundamental, já que a frustração contribui na formação do indivíduo e no entendimento de que nem sempre são vitórias o que a vida nos oferece. As experiências negativas, muitas vezes, são difíceis. Mas, depois de digeridas, são essenciais na formação do caráter. Especialmente durante o período do vestibular, onde encontramos o primeiro grande desafio da vida, pois marca a conclusão de uma etapa e o início de um novo ciclo de aprendizado.

Como perceber o aprendizado com a experiência que o vestibular oferece?

Conta muito mais a dedicação, o compromisso e o comprometimento que o candidato teve do que o resultado em si. Esse vem, naturalmente, com o tempo, com o amadurecimento e, até mesmo, com um pouco de sorte. O jovem não precisa acertar de primeira nas escolhas. Esse ainda é um momento de caminhos a serem seguidos. E está tudo bem mudar de ideia. Essas experiências, inclusive, são agregadoras.

E se nada adiantar?

O fundamental é entender que a vida tem que ser proporcional a nossa vivência, em todos os campos. Mas quando há a percepção de que essa vivência está sendo muito mais sofrida do que o esperado para aquele contexto, é hora de procurar uma ajuda profissional. Não adianta, por exemplo, ficar só estudando e usar o tempo de forma quantitativa, esquecendo do qualitativo. É preciso manter o cuidado com a atividade física e com a estimulação não só da mente, mas também do corpo – e em qualquer fase.

Alguma dica para os aprovados nos exames?

É mais uma etapa que começa trazendo um novo ambiente, outras formas de convivência com as pessoas, como professores e colegas, e, muitas vezes, de aprender a viver em outra cidade, longe de familiares e amigos. Caso o estudante não esteja minimamente preparado emocionalmente, por mais que o desempenho acadêmico seja bom, ele não vai dar conta.

Data: 06/02/2023 Fonte: Veja Online - SP

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store