O Centro Especializado em Obesidade e Diabetes em conjunto com o nosso Centro Internacional de Pesquisa realizam o estudo aberto, randomizado e unicêntrico OBESE-DKD, comparando a cirurgia metabólica e o melhor tratamento clinico para tratamento da nefropatia diabética avançada.​

O objetivo deste estudo é avaliar a eficácia e segurança da cirurgia metabólica (bypass gástrico em Y de Roux) com o melhor tratamento clínico na progressão da nefropatia diabética em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 e obesidade.​

Os pacientes selecionados para o estudo terão acesso aos melhores tratamentos para o diabetes e doença renal, no Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Critérios para inclusão​

Pacientes portadores de diabetes de 30 a 70 anos;

Proteína identificada na urina no resultado do exame;

IMC maior ou igual a 30 -45 kg/m²

CALCULE O IMC

Critérios para exclusão​

  • Diabetes tipo 1 / autoimune​;
  • Cirurgia bariátrica prévia​;
  • História de cirrose​;
  • História recente de neoplasia (< 5 anos)​;
  • História de cirrose hepática, hepatite crônica ativa, hepatites B ou C ativas;​
  • Eventos cardiovasculares maiores nos últimos 6 meses;​
  • Angina atual;​
  • Embolia pulmonar ou tromboflebite grave nos últimos 2 anos​;
  • Coagulopatia descompensada​;
  • História de doença renal aguda que tenha necessitado de diálise (terapia de substituição renal)​;
  • Dependência de diálise / transplante renal​.

​Para participar do estudo, clique e preencha o formulário de pré-seleção:​

PRÉ SELEÇÃO

 

O que é Nefropatia diabética?​

Também conhecida como doença renal crônica, a nefropatia diabética é uma alteração nos vasos sanguíneos dos rins, que leva à perda de proteína pela urina. Nessa complicação, o órgão pode reduzir sua função lentamente, até a paralisação total.

Mas, esse quadro é controlável e existem exames para detectar o problema ainda no início.

Coordenação do estudo​

  • Dr. Ricardo Cohen​
Com mais de 30 anos de carreira, 15 deles como membro do Corpo Clínico do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, foi nomeado pela Sociedade Americana de Cirurgia Metabólica e Bariátrica (ASMBS) como um dos 30 médicos de maior destaque na área. Já realizou mais de 5.500 cirurgias e é líder em pesquisas pioneiras e com resultados efetivos, como a que comprovou a eficácia da cirurgia gastrointestinal para tratar diabetes tipo 2 em pacientes que não sofrem de obesidade mórbida. É doutor em Cirurgia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e membro de diversas sociedades de cirurgia reconhecidas internacionalmente.