Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

Quais são as principais doenças que provocam a DPOC?

O enfisema e a bronquite crônica são as duas principais ocorrências de DPOC, mas a asma brônquica é também bastante comum. Em todos os casos, esses danos nas vias aéreas (brônquios, alvéolos), acabam por interferir na troca do oxigênio e gás carbônico nos pulmões. A DPOC é consequência da evolução de várias doenças como bronquite tabágica, asma, entre outras, que se caracteriza pela obstrução do fluxo nos pulmões. Além da bronquite crônica e da asma prolongada, estão entre as causas da DPOC outros problemas como infecções causadas por medicamentos e hereditariedade.
 

Quais são as principais consequências da DPOC?

A DPOC é uma das principais causas de mortalidade em todo o mundo. A maioria dos casos está associada ao tabagismo prolongado. Por isso, a prevenção é não fumar ou abandonar esse vício o mais rápido possível. O tratamento está focado no abandono do tabagismo, no controle das doenças causadoras acima mencionadas, em evitar a progressão da doença e na reabilitação pulmonar.
 

Quais são os principais sintomas da DPOC?

Os sintomas não aparecem, na maioria dos casos, até que um comprometimento importante tenha atingido os pulmões. Geralmente estes sintomas pioram com o tempo e podem variar, dependendo da doença causadora.

Caso o paciente seja fumante crônico, tenha asma ou bronquite, é preciso procurar um especialista para análise apropriada.
 

Conheça o Centro de Tratamento de Doenças Pulmonares:

O Centro de Tratamento de Doenças Pulmonares da Unidade Campo Belo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz oferece aos pacientes portadores de bronquite, enfisema e asma, por meio de equipe médica especializada, os métodos adequados de diagnóstico e tratamento específico para cada situação.

Contato: Avenida Vereador José Diniz 3457 (Sobreloja) – São Paulo – SP 11 2344 2700 – unidadecampobelo@haoc.com.br

Voltar