Volume de fones de ouvido pode prejudicar a saúde auditiva

13 de Julho – Dia Mundial do Rock

São Paulo, 11 de julho de 2018 – Escutar música no volume máximo pode causar prazer, principalmente quando se trata da canção de sua banda de rock ou cantor preferido. No entanto, optar por escutar música alta pode prejudicar a saúde auditiva. Usados para ouvir música, assistir vídeos e filmes pela internet ou pelas redes sociais e até mesmo para ouvir aquela mensagem de voz em aplicativos de mensagens, os fones de ouvido estão cada vez mais presentes na vida das pessoas. No entanto, a intensidade do som que sai dos fones não deve ser superior à 80 Decibel, de acordo com recomendação do Dr. Marcio Salmito, médico otorrinolaringologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

“Quanto mais intenso for o som, menor deve ser o tempo de exposição evitando assim a destruição precoce das células auditivas. Alguns smartphones são equipados com limitadores de som, que avisam quando o volume do áudio está acima dos limites recomendados. Aconselho que as pessoas utilizem recursos deste tipo”, afirma o especialista.

O médico também recomenda que as pessoas evitem a exposição aguda aos volumes de sons, como as que ocorrem, por exemplo em shows. Ficar perto das caixas acústicas provoca uma agressão aguda nos ouvidos, que pode ocasionar zumbido nos ouvidos no dia seguinte à exposição exagerada. Um som muito intenso pode provocar um “trauma acústico”, que leva a uma perda auditiva que requer tratamento imediato.

Para preservar a saúde dos ouvidos, o médico recomenda o uso de fones grandes e externos, que cobrem toda a superfície das orelhas, abafam o som e não atrapalham a saída natural da cera.

Higiene adequada

De acordo com o Dr. Salmito, hastes flexíveis de algodão ou qualquer outro objeto não devem ser utilizados para a higiene dos ouvidos. “Estes instrumentos são largos, ocupando todo o diâmetro do conduto auditivo, não conseguindo limpá-los. Eles apenas empurram a cera para o interior do canal, aumentando o risco de infecções”, afirma o especialista. O médico diz ainda que as pessoas não devem pingar nada nos ouvidos sem orientação médica. “Óleo ou azeite morno, álcool e outros líquidos não devem ser introduzidos nos ouvidos”, finaliza.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com atuação de referência em serviços de alta complexidade e ênfase nas especialidades de oncologia e doenças digestivas, a Instituição completou 120 anos em 2017. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde –, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 3.900 médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país. Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, por meio do Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz, atua também na área pública como um dos cinco hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz – www.hospitaloswaldocruz.org.br

Informações para a imprensa

Conteúdo Comunicação

Maria Teresa Moraes (mariateresa.moraes@conteudonet.com)
Alessandra Miranda (alessandra.miranda@conteudonet.com)
Mayara Toni (mayara.toni@conteudonet.com)
Thaynara Dalcin (thaynara.dalcin@conteudonet.com)
Roberta Montanari (robertamontanari@conteudonet.com)
Claudio Sá (claudio.sa@conteudonet.com)

Tel.: (11) 5056-9817 / 5056-98009-9575-5872

Gerência de Marketing e Comunicação Institucional

Melina Beatriz Gubser – mgubser@haoc.com.br
Michelle Barreto – msbarreto@haoc.com.br – Tel.: (11) 3549-0852
Rafael Peciauskas – rpeciauskas@haoc.com.br – Tel.: (11) 3549-0096

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store