Vasectomia e reversão: entenda o processo

A vasectomia, procedimento cirúrgico para contracepção masculina, é um método simples e seguro, mas ainda gera muitos questionamentos entre os homens. O mais frequente deles diz respeito à perda da capacidade de reprodução, que culturalmente está relacionada à diminuição da própria masculinidade.

Atualmente o método é considerado eficaz, além de pouco oneroso, se comparado a outros métodos anticoncepcionais. Basicamente, a cirurgia consiste em interromper a circulação dos espermatozoides produzidos pelos testículos e que seriam conduzidos pelo epidídimo aos ductos deferentes. Durante o procedimento, feito com anestesia local e que leva apenas alguns minutos, é realizada a secção e ligamento destes ductos que transportam os espermatozoides, e o paciente pode sentir apenas um desconforto passageiro nos testículos.

O processo de reversão

A reversão da vasectomia é possível, mas, além de não ter eficácia garantida, a sua complexidade precisa ser considerada pelo médico e paciente.

Inicialmente é importante considerar há quanto tempo foi realizada. Em geral, após cerca de 15 anos do procedimento ou em situações especiais, como a idade da parceira ou a presença de outros fatores de infertilidade, o paciente tende a encontrar maiores dificuldades de fertilização e é indicado que opte pelos métodos de reprodução assistida. Por ser considerado um procedimento cirúrgico complexo, a reversão da vasectomia requer cuidados específicos: são necessários dois cirurgiões em campo, auxílio de microscopia, anestesia geral e precisão médica para decidir entre duas técnicas médicas possíveis, a vaso-vaso anastomose ou a vaso-epidídimo anastomose. A decisão sobre qual das duas técnicas é a mais indicada para o caso só pode ser tomada após a incisão cirúrgica e análise com microscópio do líquido aspirado dos ductos condutores do esperma. Para a opção vasoepididimo anastomose bilateral, por exemplo, são necessárias em média quatro horas de cirurgia.

Desta forma, a reversão da vasectomia não é uma garantia de sucesso e depende seriamente de habilidades técnicas especificas para sua execução. “Antes de decidir-se pela vasectomia, é importante que o paciente reflita sobre seu impacto e entenda que seu processo de reversão pode ser complexo e oneroso”, afirma o Dr. Cesar Camara, urologista do Instituto da Próstata e Doenças Urinárias do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store