Pressão pré-vestibular pode afetar saúde e bem-estar dos estudantes

Em novembro, começa a temporada dos principais vestibulares de universidades em todo o país. Neste período, não são poucos os casos de jovens ansiosos, que por enfrentarem rotina pesada de estudos ao longo do ano, apresentam estresse e problemas de saúde desencadeados pelo pré-vestibular.

Segundo o clínico geral do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Dr. Américo Cuvello, nas semanas que antecedem às provas é importante que o candidato desacelere a exaustiva rotina de horas de estudos. “Uma carga alta de estresse e ansiedade pode afetar a saúde do pré-vestibulando e consequentemente seu desempenho nas provas. Síndrome do pânico e até mesmo doenças infeciosas podem surgir por conta do nervosismo”, diz o especialista.

Conforme o médico, o estresse pode refletir em várias partes do corpo, como cabelos, unhas, boca, dentes, cérebro, além de prejudicar a memória e enfraquecer a imunidade do organismo. No cérebro, pode ocorrer alteração funcional e nas dimensões do hipocampo, estrutura envolvida na memória, causada pelo aumento dos hormônios do estresse, como o Cortisol.

“Já existem diversos estudos que comprovam que o nível alto de estresse provoca a queda do sistema imunológico, deixando o indivíduo mais suscetível a quadros infeciosos, como uma gripe. Para quem tem o vírus do herpes simples, é possível que apareçam feridas no lábio, por exemplo. Por isso, dormir pelo menos oito horas diariamente é fundamental para recuperar o corpo e a mente”, comenta o médico do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. O sono ainda pode ser um importante instrumento para a absorção de conteúdo, desenvolvimento da memória e do aprendizado.

A prática regular de exercícios físicos pode ser uma boa alternativa para reduzir a tensão e ansiedade que antecedem as provas. Melhora o condicionamento físico e causa a liberação da Endorfina, uma substância natural produzida pelo cérebro durante e depois de realizar atividade física. Se movimentar também pode prevenir o surgimento de lesões musculares, principalmente, na coluna já que o estudante pode passar horas sentado concentrado nos estudos.

Outro fato importante é a alimentação. Deve-se evitar consumir produtos gordurosos e de baixo valor nutricional. Também é recomendado respeitar os horários das refeições e procurar se alimentar a cada três horas. “Muito tempo sem comer reduz os níveis de glicose no organismo que são fundamentais para o bom funcionamento do sistema nervoso central. Parar de estudar para se alimentar também é preciso porque funciona como um descanso para o cérebro” complementa Dr. Américo Cuvello.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz, um dos melhores centros hospitalares da América Latina, é referência em serviços de alta complexidade. Fundado em 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital possui uma das maiores casuísticas do país e concentra seus esforços na busca permanente da excelência do atendimento integral, individualizado e qualificado ao paciente, além de investir fortemente no desenvolvimento científico, por meio da educação e da pesquisa. Com mais de 96 mil m² de área construída, o Hospital dispõe de 321 leitos de internação, 44 leitos instalados na Unidade de Terapia Intensiva, 22 salas de cirurgia e Pronto Atendimento 24 horas. Além disso, oferece uma das mais qualificadas assistências do país e Corpo Clínico renomado, para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz –www.hospitaloswaldocruz.org.br.

Informações para a imprensa

Conteúdo Comunicação
Maria Teresa Moraes –mariateresa.moraes@conteudonet.com.
Alessandra Miranda –alessandra.miranda@conteudonet.com.
Bianca Amorim –bianca.amorim@conteudonet.com.
Roberta Montanari –robertamontanari@conteudonet.com.
Claudio Sá – claudio.sa@conteudonet.com.
Tel.: 11 5056-9817 / 5056-98009-9575-5872.

Gerência de Marketing e Comunicação Institucional

Melina Beatriz Gubser –mgubser@haoc.com.br.
Michelle Barreto –msbarreto@haoc.com.br – Tel.: (11) 3549-0852.
Rafael Peciauskas –rpeciaukas@haoc.com.br – Tel.: (11) 3549-0096.

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store