Pequenas ações como não esfregar ou coçar os olhos podem evitar o ceratocone, doença que pode levar à perda total da visão

São Paulo, 23 de junho de 2021 – O ceratocone é uma doença da córnea, película fina protetora do globo ocular, que ocasiona o afinamento dela, levando o aumento da sua curvatura de forma irregular.

A doença é progressiva, bilateral, assimétrica e acontece pela união dos fatores de predisposição genética e ambientais, sendo este segundo caracterizado principalmente pelo ato de coçar os olhos com muita frequência.

No mês dedicado a conscientização sobre a doença, as coordenadoras do Serviço de Oftalmologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Dra. Ione Alexim e Dra. Janaína Brabo, fazem um alerta: “o diagnóstico precoce e pequenas ações como não esfregar ou coçar os olhos podem evitar que o paciente não evolua para os quadros mais graves da doença, como a perda total da visão e a necessidade de um transplante de córnea”.

Dra. Ione Alexim, especialista em córnea e ceratocone, explica que a exposição direta ao sol, alergias e o ato de esfregar os olhos são importantes fatores de risco ambientais e podem também contribuir para agravar o quadro. “Uma recomendação aos pacientes é nunca esfregar os olhos, pois a evolução da doença está diretamente ligada ao trauma contínuo a região ocular”, explica.

Os sintomas da doença aparecem cedo, por isso é preciso ficar atento. Alguns registros na literatura oftalmológica mostram que a predisposição genética está presente em até 27% dos casos. Tanto em homens quanto em mulheres, geralmente os primeiros sinais aparecem no final da infância ou início da adolescência.

“É comum que os sintomas iniciais da doença sejam confundidos apenas como uma dificuldade para enxergar. O problema é que muitos pacientes veem ao consultório quando a doença já está em nível avançado, dificultando o tratamento”, explica a especialista.

Embora não tenha cura, a doença pode ser tratada. Em fases iniciais, o uso de óculos e lentes de contato podem ser o suficiente. Porém, em casos mais graves, onde a perda de visão já é avançada, o transplante de córnea pode ser a única opção.

“Ao suspeitar desse e de outros problemas na visão, o ideal é recorrer ao oftalmologista. Apenas o especialista poderá fazer o diagnóstico correto e recomendar o melhor tratamento”, finaliza Dra. Ione Alexim.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado em 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com 123 anos de atuação, é referência em serviços de alta complexidade e ênfase em Oncologia e Aparelho Digestivo. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde -, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 4,5 mil médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país. Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua também na área pública como um dos seis hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz – https://www.hospitaloswaldocruz.org.br/

Informações para a imprensa

Conteúdo Comunicação:

Comunicação Corporativa do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Data: 23/06/2021

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store