Hospital Alemão Oswaldo Cruz promove cine debate sobre os direitos LGBT

Evento, que é aberto ao público, acontece dia 26 de agosto, sexta-feira.

O Comitê de Bioética (CoBi) do Hospital Alemão Oswaldo Cruz realiza no dia 26 de agosto, sexta-feira, o debate “Direitos LGBT: Do preconceito ao acolhimento”. O evento faz parte de um projeto do comitê, que tem como objetivo contribuir com a desconstrução do preconceito.

O filme escolhido para dar sequência à discussão é o premiado Filadélfia, de 1993, dirigido por Jonatahn Demme. Trata-se de um dos primeiros longas comerciais de Hollywood a ter como tema o HIV/AIDS, a homossexualidade e a homofobia. A película conta a história de Andrew Beckett (Tom Hanks), brilhante e promissor advogado de um tradicional escritório da Filadélfia, demitido da empresa após descobrirem que é portador do vírus HIV. Ele contrata os serviços de Joe Miller (Denzel Washington), um advogado homofóbico, que acaba revendo seus preconceitos.

Depois do primeiro debate promovido pelo CoBi sobre identidade de gênero, agora o comitê aborda os direitos da comunidade LGBT, além de desmitificar a conexão que a sociedade ainda faz entre o vírus HIV e os homossexuais, transexuais e travestis. “É preciso trazer essa discussão para a sociedade para desconstruir o preconceito para que os LGBTs sejam respeitados e tenham seus direitos garantidos. A informação é a ferramenta para acabar com o preconceito”, explica a presidente do Comitê de Bioética do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Dra. Janice Nazareth. “Queremos combater a homofobia, e, ainda, a associação do vírus da Aids à população LGBT”, completa.

Por ser um filme da década de 1990, os especialistas ainda devem abordar as diferenças do enfretamento da doença do ponto de vista social e científico, que obteve muito progresso nas últimas décadas.

Para participar da discussão, o Comitê convidou o advogado Dimitri Sales, doutor em Direito Constitucional pela PUC- SP, Presidente do Instituto Latino Americano de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos (ILADH), Ex-Coordenador de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo; e o infectologista e presidente da Comissão de Ética Médica do Hospital, Dr. Gilberto Turcato. O especialista também é assistente do Departamento de Infectologia da UNIFESP, onde coordenou o ambulatório de AIDS de 1983 a 2006. A moderação do cine debate será feita pela fisioterapeuta do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Rosana Banzato, também Mestra em Ciências Médicas pela FMUSP SP, membro da Comitê de Ética e Pesquisa e do CoBi do Hospital Alemão Oswaldo Cruz desde 2009.

A discussão também abordará o ponto de vista médico e epidemiológico sobre o HIV, cujo número de casos no país vem aumentando nos últimos anos entre os jovens, nem sempre ligado à opção sexual, e a mudança de comportamento da sociedade que pode ter causado esse resultado. Segundo dados da Unaids, programa das Nações Unidas, no Brasil, o número de casos entre jovens de 15 a 19 anos aumentou 53% de 2004 a 2013, apesar de no geral, os dados do Ministério da Saúde sobre a situação da doença no país, apontarem estabilidade em relação ao número de casos de HIV, com taxa de detecção em torno de 19,7 casos a cada 100 mil habitantes.

Desde o seu aparecimento, o HIV foi retratado equivocadamente como resultado de uma doença de promiscuidade e uso de drogas. Porém, o Brasil promoveu importantes campanhas públicas, obtendo consideráveis avanços que modificaram a face da epidemia, mostrando que qualquer pessoa é vulnerável à doença. Do ponto de vista médico e científico, atualmente, podem-se assegurar melhores condições de vida para quem vive com HIV/Aids, quando tratado precocemente. O objetivo do CoBi, ao trazer essa discussão à tona, é também acolher os portadores da doença, que por conta do preconceito, muitas vezes não procuram o tratamento. “O progresso científico das décadas de 1980 e 1990 até o atual momento foi muito grande. Quando se tem informação, é primordial compartilhá-la com a população. É uma forma de se combater o preconceito e também de se efetivar a prevenção à doença”, explica o infectologista e presidente da Comissão de Ética Médica do Hospital Dr. Gilberto Turcato

Serviço

Cine debate: Direitos LGBT – Do preconceito ao acolhimento

Evento gratuito e aberto ao público
Data: 26 de agosto.
Exibição do filme: das 18h às 19h30.
Coffee break: das 19h30 às 19h50.
Debate: das 19h50 às 22h.
Local: Auditório da Torre E – Rua 13 de Maio, 1815 – Bela Vista – São Paulo. Próximo das estações de metrô Vergueiro (Linha Azul) e Brigadeiro (Linha Verde).
Organização: Comitê de Bioética.
Coordenação: Instituto de Educação e Ciências em Saúde e Diretoria Clínica.
Inscrições prévias via e-mail: diretoriaclinica@haoc.com.br.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz, um dos melhores centros hospitalares da América Latina, é referência em serviços de alta complexidade. Fundado em 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital possui uma das maiores casuísticas do país e concentra seus esforços na busca permanente da excelência do atendimento integral, individualizado e qualificado ao paciente, além de investir fortemente no desenvolvimento científico, por meio da educação e da pesquisa. Com mais de 96 mil m² de área construída, o Hospital dispõe de 321 leitos de internação, 44 leitos instalados na Unidade de Terapia Intensiva, 22 salas de cirurgia e Pronto Atendimento 24 horas. Além disso, oferece uma das mais qualificadas assistências do país e Corpo Clínico renomado, para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz –www.hospitaloswaldocruz.org.br.

Informações para a imprensa

Conteúdo Comunicação

Maria Teresa Moraes – mariateresa.moraes@conteudonet.com.
Alessandra Miranda –alessandra.miranda@conteudonet.com.
Bianca Amorim –bianca.amorim@conteudonet.com.
Roberta Montanari –robertamontanari@conteudonet.com.
Claudio Sá -claudio.sa@conteudonet.com.
Tel.: 11 5056-9817 / 5056-98009-9575-5872.

Gerência de Marketing e Comunicação Institucional

Melina Beatriz Gubser –mgubser@haoc.com.br.
Michelle Barreto –msbarreto@haoc.com.br – Tel.: (11)3549-0852.

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store