Exames de prevenção e continuidade do tratamento do câncer devem ser reforçados mesmo em tempos de pandemia

Apesar de avanços no tratamento do câncer, oncologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz alerta a população para seguir com a rotina de exames preventivos

São Paulo, 2 de fevereiro de 2021 — Um estudo da The Economist Intelligence Unit (EIU) publicado em 2020, estima que nos próximos dez anos, o Brasil pode registrar crescimento de 42% nos casos de câncer. Em toda a América Latina, a previsão de aumento chega a 67% no mesmo período. O número supera o cálculo do Inca (Instituto Nacional do Câncer), que espera registrar um salto de quase 28%. O cenário pode ser ainda pior, com um possível aumento de casos não detectados precocemente, por conta da pandemia da Covid-19, que contribuiu para a paralização de tratamentos oncológicos e a não realização de exames preventivos e de diagnóstico.

Levantamento da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) mostrou que ao menos 70 mil brasileiros deixaram de receber o diagnóstico de câncer nos quatro primeiros meses de pandemia. Já o estudo publicado em novembro de 2020, pelo The British Medical Journal apontou que a cada quatro semanas de atraso no tratamento, as chances de morte aumentam em até 13%. “O câncer é uma doença que não espera. Alguns meses de atraso no diagnóstico, podem fazer muita diferença no tratamento”, explica Dr. Carlos Teixeira, coordenador de oncologia torácica do Centro Especializado em Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

De acordo com o oncologista, o aumento de casos de câncer ainda é um problema de saúde pública e é importante continuar retendo a atenção da população para os cuidados com a doença. “Os pacientes devem manter seus exames preventivos e o sequenciamento dos tratamentos mesmo durante a pandemia, tomando todos os cuidados de prevenção”, reforça o especialista.

Imunizar é preciso

Apesar de haver poucos estudos clínicos que avaliem a eficácia e segurança da vacinação contra o novo coronavírus em pacientes oncológicos, Dr. Carlos Teixeira avalia o risco x benefício, e afirma que o malefício da não vacinação é significativamente maior quando comparado com as potenciais reações das vacinas. “Muitos grupos de risco ficaram de fora dos estudos da vacina, como os pacientes com câncer. Ainda assim, considerando as fragilidades imunológicas desta população, a imunização é importante”, alerta o médico.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado em 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com 123 anos de atuação, é referência em serviços de alta complexidade e ênfase em Oncologia e Doenças Digestivas. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde –, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 4 mil médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país. Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua também na área pública como um dos cinco hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz – https://www.hospitaloswaldocruz.org.br/

Informações para a imprensa
Conteúdo Comunicação

Maria Teresa Moraes (mariateresa.moraes@conteudonet.com) – Tel.: (11) 99575-5872
Alessandra Miranda (alessandra.miranda@conteudonet.com) – Tel.: (11) 98460-3733
Mayara Toni (mayara.toni@conteudonet.com) – Tel.: (11) 94480-8372
Nicole Kloeble (nicole.kloeble@conteudonet.com) – Tel.: (11) 99978-6566
Roberta Montanari (robertamontanari@conteudonet.com)
Claudio Sá (claudio.sa@conteudonet.com)

Gerência de Comunicação Corporativa do Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Melina Beatriz Gubser – mgubser@haoc.com.br
Michelle Barreto – msbarreto@haoc.com.br
Rafaela Rosas – rrosas@haoc.com.br
Bianca Ribeiro – biribeiro@haoc.com.br

Data: 02/02/2021

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store