Dicas de saúde para o verão: médicas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz ensinam como cuidar do corpo e da pele na estação mais quente do ano

Clínica geral e dermatologista dão recomendações sobre hidratação, alimentação, exposição solar, atividades físicas, traumas e cuidados com a pele

São Paulo, 04 de janeiro de 2024 – O verão é a estação do ano que muitas pessoas aproveitam para viajar, curtir  praia, a piscina e o sol. No entanto, é preciso ter cuidados especiais com a saúde nessa época, pois há diversos riscos que podem comprometer o bem-estar e a qualidade de vida e estragar os momentos de descanso.

Para orientar a população sobre como prevenir e tratar os problemas de saúde mais comuns no verão, Dra. Sara Mohrbacher, clínica geral do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, e Dra. Camila Hoffmann, dermatologista do Hospital Vergueiro, alertam para os principais riscos da estação, como a desidratação, insolação, queimaduras solares e doenças transmitidas por mosquitos, que podem ser evitados com medidas simples.

A clínica geral explica que a hidratação adequada requer o consumo frequente de água, mas também pode ser alcançada com a ingestão de líquidos naturais como água de coco, sucos e chás. Além disso, é importante evitar bebidas alcoólicas, cafeinadas e açucaradas. “Para evitar desidratação e insolação, é essencial evitar atividades físicas extenuantes durante os horários de sol intenso, que são entre 10h e 16h, e procurar locais frescos e ventilados”, recomenda.

Em relação à alimentação, a Dra. Sara aconselha optar por cardápios com alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, legumes, cereais integrais, carnes magras (frango ou peixes) e frutos do mar. 

A Dra. Camila também ressalta que a alimentação influencia na qualidade da pele no verão. “Evite alimentos gordurosos, fritos, condimentados e perecíveis, que podem causar desconforto estomacal, intoxicação alimentar, acne e dermatite. Além disso, é importante lavar bem os alimentos, conservá-los em geladeira e evitar o consumo de produtos de procedência duvidosa”, alerta.

Para a prática de atividades físicas no calor, é importante evitar esforço excessivo e respeitar os limites do seu corpo. Além disso, a Dra. Camila enfatiza a importância dos cuidados com a exposição solar para prevenir danos à pele. “Recomenda-se o uso de filtro solar, preferencialmente com FPS 30 ou mais, aumentando para FPS 50, 60 ou 70 para peles sensíveis. Reaplicar a cada duas a três horas, principalmente na praia ou piscina, é crucial. Além disso, é importante usar roupas com proteção UV, chapéus e bonés para proteger o rosto e couro cabeludo.”

Se for viajar uma dica importante é evitar o contato ou consumo de água contaminada e levar sempre um kit de primeiros socorros. A Dra. Sara também lembra que, embora a gripe seja mais comum no inverno, outros vírus respiratórios, como o rinovírus, o adenovírus e o vírus sincicial respiratório, podem circular no verão, especialmente em ambientes fechados e com ar-condicionado. “Para prevenção, é aconselhável lavar as mãos, evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados, além de manter o calendário vacinal atualizado”.

Em casos de traumas como quedas e fraturas durante viagens, é crucial manter a calma, buscar assistência médica imediata e adotar medidas como imobilização da lesão, aplicação de gelo, elevação do membro afetado e limpeza de ferimentos. “Para prevenir acidentes, é essencial utilizar equipamentos de proteção, evitar superfícies perigosas e seguir as normas de segurança, além de evitar o consumo de álcool antes de atividades físicas”, destaca a clínica geral.

Doenças de pele

Dra. Camila Hoffmann, dermatologista, também comenta sobre os problemas de pele comuns no verão, como micoses, alergias ao sol, água do mar, protetor solar e alimentos específicos, bem como queimaduras por água-viva e alimentos cítricos.  

“No verão, a pele fica mais exposta aos agentes externos, como o sol, o sal, o cloro, o suor e os insetos, que podem causar irritações, inflamações e infecções. Para prevenir certas reações, é importante usar produtos hipoalergênicos, testar o protetor solar em uma pequena área da pele antes de usar, e evitar alimentos que possam causar alergia. Em caso de queimaduras por água-viva ou alimentos cítricos, que podem causar bolhas e ardência na pele, é recomendado lavar a área com água corrente e aplicar compressas frias ou gelo, e procurar um médico se necessário”, orienta.

Para evitar picadas de insetos, a dermatologista recomenda o uso de repelentes sempre depois do filtro solar e o uso de roupas protetoras em caso de longa exposição aos insetos, como em uma trilha, por exemplo. Em caso de picadas, ela aconselha evitar coçar e buscar ajuda médica se necessário. Ela dá uma dica para evitar coceira: aplicar uma fita microporosa sobre a ferida, especialmente em crianças, além de manter a área protegida com protetor solar e hidratante.

Data: 04/01/2023 Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store