Descubra os benefícios da lavagem nasal para alívio e prevenção de problemas respiratórios

Otorrinolaringologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz explica como se proteger contra doenças respiratórias e sintomas incômodos com prática simples e eficaz

São Paulo, 27 de junho de 2023 – Com a chegada do inverno e as mudanças de temperatura, problemas respiratórios como alergias, rinites, sinusites, gripes e resfriados tornam-se mais frequentes. Para aliviar os sintomas e prevenir infecções virais, a lavagem nasal correta tem se destacado como uma prática eficaz. Ao descongestionar o nariz e eliminar o excesso de secreção, a limpeza com soro fisiológico proporciona maior conforto respiratório e ajuda na hidratação da mucosa nasal.

A higiene nasal consiste em uma técnica simples, porém, bastante benéfica. Ao utilizar soro fisiológico (que nada mais é do que água filtrada com sal de cozinha), a limpeza adequada do nariz promove a descongestão, aliviando o ressecamento das vias aéreas e eliminando o excesso de secreção que pode ocorrer durante o inverno. Essa prática auxilia na hidratação da mucosa nasal, reduzindo a irritação e proporcionando maior conforto respiratório.

De acordo com o otorrinolaringologista da Unidade Campo Belo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Dr. Márcio Salmito, a lavagem nasal não apenas alivia os sintomas, mas também contribui para a prevenção de doenças respiratórias. “Ao limpar as vias aéreas superiores, é possível remover partículas virais acumuladas nas narinas e que são frequentemente responsáveis pelo surgimento de infecções, reduzindo a inflamação e a congestão, tornando o sistema respiratório menos suscetível a doenças”, diz.

Ainda segundo o especialista, a frequência da higienização das narinas pode variar de acordo com a necessidade individual, sendo recomendado realizá-la assim que houver reclamações de desconforto nasal, como ressecamento e acúmulo de secreção. “Durante o inverno, é especialmente recomendado considerar a lavagem como uma medida preventiva, uma vez que os problemas respiratórios são mais comuns nessa estação”, completa.

Alternativa mais fácil

Para aliviar o desconforto, muitas pessoas recorrem aos descongestionantes nasais de forma indiscriminada. No entanto, é importante destacar que essa prática pode acarretar riscos para a saúde e até mesmo o surgimento de doenças. Um dos principais problemas relacionados ao uso excessivo desses produtos é o conhecido “efeito rebote”.

“Ao forçar a redução da circulação sanguínea de maneira artificial, os descongestionantes estimulam o corpo a aumentar a produção das substâncias que causam obstrução nasal durante o período de ação do medicamento. Assim, quando o efeito passa, a quantidade dessas substâncias estará maior do que antes do uso, resultando em uma piora dos sintomas de obstrução nasal”, explica Salmito.

Confira abaixo um passo a passo simples de como realizar a lavagem nasal de forma correta:

  • Utilize soro fisiológico (pode ser comprado pronto, ou produzido com um litro de água filtrada morna adicionada de uma colher de cloreto de sódio, ou sal de cozinha) em uma seringa de 10mL ou 20mL;
  • Incline a cabeça para frente, mantendo-a centrada, sem inclinar para nenhum lado;
  • Aplique o soro na narina, pressionando suavemente a seringa ou o frasco; muito soro é bom, mas não é benéfico pressionar com força.
  • Deixe o líquido entrar e escorrer para a garganta. Um pouco do soro pode sair de volta pela mesma narina;
  • Repita o processo na outra narina;
  • Se necessário, repita a lavagem nasal durante o dia para aliviar sintomas persistentes.
Data: 27/06/2023 Fonte: HAOC

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store