Cirurgia cardíaca feita com ajuda de robô permite ao paciente voltar ao trabalho em menos de 1 mês

O procedimento, que é realizado por poucas instituições no mundo, agora é feito pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Duas pacientes com 23 e 49 anos de idade inauguraram o Programa de Cirurgia Cardíaca Robótica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz iniciado na primeira semana deste mês. O grande atrativo da operação é o fato de ser considerada pouco invasiva, ao contrário dos demais procedimentos cardiológicos que pressupõem incisões maiores, com abertura do osso esterno. Na cirurgia cardíaca robótica, os cortes no tórax são minúsculos, o que possibilita a recuperação imediata do paciente.

“O robô permite que a visualização do órgão seja superior à do olho humano. Além disso, os movimentos são muito mais precisos, eliminando-se tremores que naturalmente acometem as mãos de qualquer cirurgião”, explica João Roberto Breda, cirurgião cardiovascular que operou a paciente mais jovem.

As pacientes saíram da sala de cirurgia acordadas. Não foi necessária transfusão sanguínea e devido às pequenas incisões realizadas, não apresentaram dor significativa no pós-operatório. Elas permaneceram 24 horas na Unidade de Terapia Intensiva e receberam alta no terceiro dia.

“Se fosse em uma cirurgia tradicional, elas ficariam de 48 a 72 horas na UTI e de 7 a 10 dias internadas, além de correrem mais riscos de infecção e dor no pós-operatório”, ressalta Breda acrescentando que o rápido retorno ao trabalho é outro benefício: “na cirurgia cardíaca robótica é possível retomar as atividades em no máximo 30 dias, enquanto na convencional o afastamento é de 3 a 4 meses”.

Os procedimentos no Hospital Alemão Oswaldo Cruz foram realizados para correção de uma cardiopatia congênita chamada de comunicação interatrial, a abertura entre o lado direito e esquerdo do coração na sua parte superior chamada de átrio. Foram feitas pequenas incisões na parede torácica que permitiram a introdução de um endoscópio com câmera de vídeo acoplada. As imagens em alta resolução e tridimensionais foram transmitidas para um console onde o cirurgião comandava os movimentos das pinças instaladas no paciente.

Indicações

Além de ser eficiente no tratamento da comunicação interatrial, a cirurgia é indicada para plastia ou troca da válvula mitral ou tricúspide, retirada de tumores intracardíacos, correção de arritmias, implante de ressincronizador cardíaco e revascularização do miocárdio, conhecida como ponte de safena.

Para dominar a técnica, os cirurgiões cardiovasculares do Hospital Alemão Oswaldo Cruz passaram por treinamento nos Estados Unidos em um dos maiores centros norte-americanos em cirurgia cardíaca robótica, vinculado à East Carolina University.

“Um programa de cirurgia cardíaca robótica representa um grande avanço para o Hospital Alemão Oswaldo Cruz na medida em que demonstra a capacidade da equipe do hospital em realizar procedimentos de ponta com altíssima qualidade. Vale lembrar que poucos centros no mundo possuem tal tecnologia e capacidade. A iniciativa faz parte de um grande programa de procedimentos minimamente invasivos da instituição”, assinala Diego Gaia, cirurgião cardiovascular responsável por um dos procedimentos.

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store