13/10 – Dia Mundial de Combate à Trombose

Tromboses afetam cerca de 400 mil pessoas por ano no país

População deve estar atenta aos sintomas. Especialista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz orienta sobre prevenção, diagnóstico e cuidados

São Paulo, 11 de outubro de 2023 – A trombose é uma doença causada pela formação de coágulos nos vasos sanguíneos, que provoca sua obstrução e prejudica a circulação correta do sangue. Anualmente, afeta cerca de 400 mil pessoas, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV). Segundo o Ministério da Saúde, a condição é a terceira maior causa de morte cardiovascular no país.

Há dois tipos de trombose: arterial e venosa. A primeira ocorre quando há a formação de coágulos que bloqueiam as artérias e é a forma mais grave de trombose, pode ser consequência de episódios como infartos do miocárdio e AVCs (acidentes vasculares cerebrais). De acordo com a SBACV, a trombose arterial tem prevalência geral em cerca de 4% da população, aumentando proporcionalmente com a faixa etária, variando de 0,9% abaixo dos 50 anos a até 14,5% acima de 70 anos.

Já a trombose venosa, de acordo com a SBACV, de maneira geral, representa cerca de 60 casos para cada 100.000 habitantes por ano. O problema é mais prevalente e ocorre quando há obstrução de veias principais ou secundárias, acometendo especialmente os membros inferiores. Os coágulos podem se desprender, totalmente ou em fragmentos, e atingir os pulmões, causando embolia pulmonar, pode ser fatal.

Segundo o Dr. Sascha Werner Schlaad, cirurgião vascular do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, é necessário que as pessoas acometidas pelo problema busquem por acompanhamento médico a fim de realizar o tratamento adequado de forma precoce e, assim, evitar a progressão grave da trombose.

As tromboses têm causa multifatorial, mas algumas pessoas apresentam maior propensão para o seu desenvolvimento. Entre elas, estão indivíduos com mais de 65 anos, com obesidade, tabagistas, com doenças oncológicas, em recuperação pós-operatório, gestantes, portadores de trombofilias (tendência a formação de trombos) e com histórico familiar de trombose anterior.

Hábitos de vida saudáveis, como alimentação balanceada, hidratação corporal, prática regular de atividade física, consumo moderado de álcool e não fumar são medidas essenciais para a prevenção de episódios de trombose.

De acordo com o especialista, o tratamento deve ser individualizado e envolve a administração de medicações anticoagulantes, em alguns casos o uso de meias de compressão também é indicado.

Data: 11/10/2023 Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store