Comer sal é o melhor para reverter uma queda de pressão? | Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Comer sal é o melhor para reverter uma queda de pressão?

A pressão arterial é a força que o sangue exerce contra a parede dos vasos por onde circula a cada bombeamento do coração. Ela cai quando ocorre uma diminuição no volume de sangue no interior das artérias. Com isso, o coração bate “a seco”: não tem força suficiente para bombear o sangue para o cérebro e outros tecidos do corpo, que acabam ficando privados de oxigênio.

Não, o sal não tem efeito imediato e o melhor é tomar água. Apresentar pressão baixa nem sempre é um problema para a saúde. Muita gente tem o índice normalmente abaixo de 120 mmHg x 80 mmHg – o popular 12×8, considerado ideal – sem que isso exija cuidados específicos.

Mas há situações que podem derrubar a pressão arterial bruscamente, provocando tontura, fraqueza, palidez, vista embaçada a até desmaio. Nesse momento, é importante saber como proceder para reverter o quadro e, se houver recorrência, investigar a causa.

Comer sal ajuda em uma queda de pressão repentina?

Como o sal está associado a problemas de hipertensão, muita gente acha que comer o condimento vai ajudar a solucionar uma queda de pressão (hipotensão). Mas isso não tem nenhum efeito imediato e o alimento precisa de muito tempo – horas e até dias – para provocar qualquer efeito na pressão.

A pressão arterial é a força que o sangue exerce contra a parede dos vasos por onde circula a cada bombeamento do coração. Ela cai quando ocorre uma diminuição no volume de sangue no interior das artérias. Com isso, o coração bate “a seco”: não tem força suficiente para bombear o sangue para o cérebro e outros tecidos do corpo, que acabam ficando privados de oxigênio.

Por isso, o primeiro procedimento nessa situação deve ser deitar a pessoa e erguer as pernas acima do nível da cabeça, a fim de acelerar o retorno do sangue para o coração e o cérebro – de pé ou sentada, o sangue precisa vencer a força da gravidade para chegar a esses órgãos.

Em seguida, o correto é oferecer água em pequenos goles, a fim de aumentar o volume sanguíneo circulante e compensar a queda da pressão.

Água de coco ou suco de laranja também funcionam e, se o paciente tiver condições de mastigar, um biscoito salgado pode ajudar porque o estímulo da digestão vai ativar a circulação e os batimentos cardíacos, fazendo a pressão subir.

Colocar uma pitada de sal sob a língua não vai fazer mal, muito menos fazer a pessoa recuperar os sentidos – o efeito de elevar a reabsorção de líquido e a concentração de sangue nos vasos pode demorar até uma hora.

Por que a pressão cai?

A causa mais comum da hipotensão é a desidratação, já que a perda de água – pela respiração, pela urina, pelo suor – reduz o volume sanguíneo no organismo.

No calor intenso, a queda pode ser mais frequente porque as artérias se dilatam mais do que o normal e o sangue circula sem resistência. Jejum prolongado e alguns medicamentos, como diuréticos e antidepressivos, também podem afetar a pressão arterial.

Outra situação bem comum é a chamada síndrome vasovagal – é o que explica por que muita gente passa mal quando vai tirar sangue, fica muito tempo em pé ou em lugar fechado ou aglomeração, por exemplo. Ela se dá por um reflexo inadequado no nervo vago (localizado na região da nuca), que inibe a frequência cardíaca e derruba a pressão arterial em determinadas situações.

A solução emergencial é a mesma mencionada acima, mas evitar o problema passa principalmente por medidas comportamentais.

Fontes pesquisadas: Helio Castello, cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; Guilherme Sangirardi, cardiologista membro da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo; e Gabriela Cilla, nutricionista pela Universidade Prebisteriana Mackenzie.

 

Data: 08/08/2018
Fonte: Viva Bem