O que é a Monkeypox (conhecida como varíola dos macacos)?

É uma doença causada pelo vírus monkeypox (do gênero orthopoxvirus), classificada como uma zoonose viral, ou seja, uma doença transmitida de animais para humanos. Os casos da doença são semelhantes à varíola, porém clinicamente menos graves.

Recentemente foi declarada como emergência de saúde global pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com orientação para que os governos reforcem seu monitoramento.

O nome se origina da descoberta do vírus em macacos, em um zoológico na Dinamarca nos anos 50. Mas é um vírus que tem como hospedeiro outros animais, principalmente roedores selvagens. Em humanos foi identificado pela primeira vez em 1970, em uma criança na República Democrática do Congo.

E, no surto de 2022, observa-se a transmissão eficiente entre humanos pelo contato físico com pessoas portadoras da doença. Por isso, a recomendação é chamar a doença com o nome do vírus “Monkeypox”, evitando que haja preconceito contra pessoas infectadas e maus tratos contra animais.

É importante ficar atento aos sinais e buscar ajuda médica para ter a confirmação. Conheça quais são os principais sintomas:

  • Lesões na pele que parecem bolhas: principalmente nas extremidades, como braços, pernas, cabeça ou genitais;
  • Febre, acima de 38,5°C;
  • Ínguas (aumento de gânglios);
  • Mal-estar, como dor de cabeça, dores musculares e no corpo, fraqueza.
A transmissão de monkeypox acontece por contato físico com as lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias da pessoa infectada, e através do contato com materiais contaminados, como exemplo, roupas de cama.
A contaminação de turistas que levam a doença ao seu país de origem pode ter ajudado para que se espalhasse pelo mundo. Confira a cronologia:

  • 1970 – A doença foi descoberta em humanos e, desde então, esteve presente em países Africanos;
  • 2003 – Foi registrado o primeiro surto fora do país de origem, nos Estados Unidos;
  • 2017 – Houve uma epidemia na Nigéria;
  • 2018 – Alguns casos esporádicos começaram a aparecer em outros países como Israel e Reino Unido;
  • 2022 – No mês de maio a doença começa a aparecer em países da Europa, em seguida, aparecem casos na Austrália, EUA e Canadá. Em junho, a doença já está presente em 29 países. A partir de julho, já são mais de 70 países com casos da varíola dos macacos e foi declarada emergência global.
  • Evite o contato próximo com pessoas infectadas ou materiais contaminados;
  • Luvas e outras roupas e equipamentos de proteção individual devem ser usados ​​ao cuidar dos doentes, seja em uma unidade de saúde ou em casa;
  • Também é indicado uso de máscaras, distanciamento e higienização das mãos.
Para diagnóstico é necessária a avaliação clínica do médico, que deve avaliar o histórico de contato com pessoa contaminada ou viagem recente para países endêmicos, além de solicitar exame laboratorial sorológico (PCR), para confirmação.
Siga a orientação médica e faço isolamento. A possibilidade de transmitir o vírus tem duração de 2 a 4 semanas e a transmissão só termina quando todas as lesões adquiriram crostas.
A vacina contra a varíola também é eficaz para monkeypox. Mas, ainda não há a vacina disponível no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde estão sendo feitas as tratativas com OMS para aquisição.

No Hospital Alemão Oswaldo Cruz estamos preparados para cuidar dos casos da melhor forma, com protocolos definidos. Em caso de suspeita, não fique em dúvida, procure nosso pronto-atendimento.

Data: 11/08/2022 Fonte: OMS/ Ministério da Saúde

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store