Hospital Oswaldo Cruz tem formação de socorristas mentais para líderes

Para Maria Carolina Lourenço Gomes, diretora de gente e gestão, o primeiro eixo é tirar o estigma das doenças mentais.

Em 2021, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz veio com uma novidade: um curso de formação de socorristas em saúde mental, voltado para o mercado corporativo. Foram mais de 200 profissionais de diversas áreas formados. Entre eles, 40 eram funcionários do hospital, que decidiram participar do treinamento voluntariamente. Em meio à pandemia, a formação acontecia totalmente online, com duração de 18 semanas e carga horária de 60 horas. Ela era dividida em quatro módulos com atividades ministradas por médicos do próprio hospital e especialistas convidados.

Ao longo dos módulos, os alunos passavam por temas como sinais e sintomas de transtornos mentais e impactos da alimentação, do estilo de vida e do meio ambiente na saúde emocional. Espiritualidade, musicoterapia, atividade física e mindfulness também faziam parte do escopo do curso. No último módulo, os profissionais se dedicavam à abordagem dos temas. Faziam parte dessa última etapa temas como gestão de conflitos, liderança e estratégias anti-burnout.

Até que fosse de fato colocado em prática, tinham-se passado 12 meses de pandemia, com a equipe multidisciplinar do Oswaldo Cruz notando que a saúde mental se mostrava um tema cada vez mais sensível entre os colaboradores. “A sinergia de ter a faculdade e esses especialistas internamente [de profissionais de RH até médicos], nos ajudou bastante. Eles criaram um conteúdo programático que fazia sentido para uma capacitação multiprofissional”, afirma Maria Carolina Lourenço Gomes, diretora de gente e gestão do hospital.

Depois que a grade foi posta em prática, vieram ajustes no formato. Desde 2022 o curso está mais enxuto, com 12 horas de carga horária, e focado nas lideranças. Além disso, ele pode ser personalizado de acordo com as necessidades da empresa que contratou o serviço.

O próprio Oswaldo Cruz vai incluir um pocket sobre saúde mental em sua trilha de desenvolvimento de lideranças. Ele surgiu a partir do curso de socorristas e foi adaptado para que fizesse parte permanentemente do treinamento dos 190 gestores do hospital.

Esse módulo para saúde mental terá três eixos. “O primeiro é no sentido de tirar o estigma que doenças mentais carregam; o segundo trabalha em como desenvolver ações para cuidar de pessoas adoecidas; no terceiro, abordamos fatores organizacionais que fomentam o adoecimento”, explica Maria Carolina.

A trilha inteira de desenvolvimento de gestores tem carga horária de 51 horas e é dividida em cinco partes: liderança inspiradora, diversidade, estratégia, resultados e ferramentas. A formação de socorristas está ligada à última, que busca elevar o conhecimento e a assertividade na gestão de pessoas e processos.

“Um curso como esse não funciona de forma isolada. É necessária toda uma parte de programas de acolhimento para funcionários e dependentes”, salienta Maria Carolina. A diretora explica que uma forma de medir se tudo está indo bem é olhar para o número de afastamentos por saúde mental. De 2021 para 2022, o hospital teve uma queda de 25% nessa estatística.

Data: 12/06/2023 Fonte: Você RH Online - SP

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store