Gota: dor no dedão do pé indica o problema, até mesmo em jovens

Uma lancinante faz a pessoa, na mesma hora, examinar o que está acontecendo de errado com o seu dedão do pé. E, vendo-o todo inchado e vermelho feito um pimentão, irá coçar a a cabeça, tentando achatando deu uma topada dolorosa, mas não encontrará esse momento na memória.

Ficará por isso mesmo, isto é, se ela não procurar o médico por causa da dor à beira do insuportável ao andar para cima e para baixo. Tudo irá passar dez, quinze dias depois, mesmo sem o dono do dedão mexer uma palha — dono, digo eu, porque é bem mais frequente isso acontecer nos homens. E precisará, quem sabe, essa história se repetir para ele ir ao médico desconfiando de que a causa não é uma quina de mesa qualquer. E talvez se surpreenda ouvindo o diagnóstico: gota.

Só de ouvir “gota”, a gente imagina uma pessoa mais velha, com tornozelos ou joelhos inchados feito uma bola. “Nos últimos 20 anos, o número de pessoas com esse problema vem aumentando muito. E não há só um salto de quantidade, mas uma mudança de perfil. Hoje, boa parte dos pacientes são adultos jovens”, diz o reumatologista ceaerense Antonio Silaide, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

Data: 05/09/2023 Fonte: UOL Notícias - SP

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store