Com mais de 400 árvores, paisagismo de hospital auxilia em tratamentos

Ao funcionar como campo histórico e espaço de descontração em meio ao hospital e à movimentação de São Paulo, o Bosque Bem-Estar antecede a construção do centro médico.

Localizado no terreno do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o bosque de 700 m² antecede a criação do centro de saúde. Palco de mobilizações da comunidade alemã na cidade de São Paulo, o local recebia piqueniques e festas visando angariar fundos para a criação da instituição.

Atualmente, 65% do Bosque Bem-Estar é composto por espécies nativas e mantém viva a história e a missão da Associação Hospital Alemão.

Ao reunir exemplares de árvores nativas e ameaçadas de extinção, o bosque possui um sistema de gestão digital para realizar inspeções, análises, avaliações de risco da queda de árvores, integração com o processo de licenciamento ambiental e controle operacional das atividades de manejo.

Com a segurança oferecida pela tecnologia e pelo cuidado dos times de paisagismo e jardinagem do hospital, o bosque é aliado na jornada de cura dos pacientes, que, segundo a instituição, permite caminhadas ao ar livre e até visitas de animais de estimação, se liberados pelo médico.

“A presença de áreas verdes, proporciona um ambiente mais humanizado, acolhedor e tranquilo para pacientes e familiares, contrabalançando o ambiente hospitalar e contribuindo para a melhoria da saúde e do estado emocional dos indivíduos”, explica Fátima Furtado Gerolin, diretora-executiva assistencial do hospital.

Entre as espécies encontradas, os 18 exemplares de palmito-juçara – árvore da Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção, do Ministério do Meio Ambiente –, catorze exemplares de palmeira-seafórtia, doze de pitangueira e dez da palmeira ornamental areca-bambu, são destaque na coleção.

A manutenção diária do espaço, que também é lar de espécies como embaúba, jasmim-manga, ipê amarelo, amoreira, goiabeira, abacateiro, cedro, nespereira e flamboyant, é conduzida por uma equipe de jardineiros para garantir a funcionalidade e estética do bosque.

Os profissionais também são responsáveis por “convidar” pássaros como beija-flores e bem-te-vis através da disposição de comida e água em pontos estratégicos, tornando o bosque um espaço de convívio e saúde entre meio ambiente, animais e pessoas.

Data: 09/10/2023 Fonte: Revista Casa e Jardim Online - SP

Você tem várias formas de agendar consultas e exames:

Envie uma mensagem para:

WhatsApp

Agende sua consulta ou exame:

Agende online
QR Code Agende sua consulta ou exame

Agende pelo app meu oswaldo cruz

App Meu Oswaldo Cruz disponível no Google Play App Meu Oswaldo Cruz disponível na App Store