Viajar de avião causa trombose? | Centro de Oncologia

Viajar de avião causa trombose? Conheça mitos e verdades sobre a doença

Dor nas pernas e manchas roxas ou avermelhadas são alguns dos sintomas da trombose

Dor, inchaço, endurecimento da pele e marcas vermelhas e roxas nas pernas. Esses são alguns dos sintomas causados pela trombose. O distúrbio geralmente ocorre nos membros inferiores. Ele nada mais é do que a formação de um coágulo dentro de uma veia ou artéria, que interrompe a circulação do sangue.

A doença é silenciosa e não escolhe sexo ou idade. Porém, por causa de diversos fatores, são as mulheres que estão mais propensas a ter o problema. Ainda há muita dúvida na prevenção e no que causa a trombose. Abaixo, explicamos o que é mito e verdade sobre ela.

A gravidez é um fator de risco

Verdade: existe uma variação hormonal muito grande durante a gestação, e a doença tente a surgir principalmente na fase final. Nesse momento, ocorre aumento de fatores pró-coagulantes e diminuição de anticoagulantes no organismo da mulher, para minimizar perdas sanguíneas durante e depois do parto. Essas mudanças facilitam a formação de coágulos.

Pílula anticoncepcional pode gerar o problema

Verdade: a combinação de hormônios do remédio pode provocar um desequilíbrio na coagulação sanguínea. Esse problema ocorre principalmente em mulheres jovens, que tomam anticoncepcional durante muitos anos. Quando possível, o ideal é interromper o uso do contraceptivo de tempos em tempos. E esqueça a combinação pílula e cigarro: ela aumenta em quase 100% o risco de trombose.

A trombose só acomete mulheres

Mito: como já falamos, embora seja mais comum no sexo feminino, os homens também sofrem com o problema. A doença é mais comum em sedentários ou pessoas que passam por cirurgia de joelho e quadril e precisam ficar muito tempo deitados. O ideal é incentivar a mobilidade no pós-operatório e fazer exercícios regularmente.

Fumar aumenta o risco da doença

Verdade: o cigarro contém substâncias pró-coagulantes e aumenta o risco de você ter problemas circulatórios. Porém, o fumo tende a gerar uma trombose arterial, que é menos comum. Vale lembrar que fumar também está associado a outros problemas cardiovasculares como AVC e infarto. Então, repense esse hábito.

A trombose pode surgir em viagens de avião

Verdade: em voos de longa duração é comum movimentarmos pouco os membros inferiores. Com a perna estática e para baixo, você não estimula a musculatura da panturrilha –que ajuda a bombear o sangue das pernas de volta para o coração. Assim, pode ocorrer a formação de coágulo. Para evitar o problema, o ideal é ficar em pé de vez em quando e se hidratar bem.

Como tratar a trombose?

O tratamento da doença é feito com medicamentos que “afinam o sangue” e diminuam a coagulação. Além disso, é importante incorporar hábitos que melhoram a circulação, como praticar exercícios regularmente e seguir uma boa alimentação. Parar de fumar e evitar o excesso de bebidas alcoólicas também são atitudes importantes para combater doença.

Fontes: Almar Assumpção, membro da Diretoria da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro e Kenji Nishinari, cirurgião vascular do Hospital do Oswaldo Cruz em São Paulo.

Data: 26/06/2018
Fonte: UOL NOTÍCIAS