Torneio do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, no São Paulo Golf Club, foi um sucesso | Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Torneio do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, no São Paulo Golf Club, foi um sucesso

Competição completou 11 anos com uma centena de médicos e profissionais de saúde em campo

(Julio Higashi, Hermes Xavier, Orlando Costa e Adriano Marchetto, da equipe campeã. Fotos: Thais Pastor/F2 Comunicação)

Com mais de 100 médicos e profissionais de saúde em campo, a 11º edição do Torneio de Golfe do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC), dia 21 de setembro, no São Paulo Golf Club, foi um sucesso tanto dentro, como fora do campo. Os quase 200 participantes do evento, entre golfistas e convidados, foram brindados com um dia perfeito para aquilo a que essa competição se propõe: permitir a confraternização e reforçar laços de amizade com os médicos e parceiros de longa data do hospital, utilizando um esporte ligado à qualidade de vida, atividade física, relaxamento, ética, cavalheirismo e confraternização. Desde a primeira edição o torneio é organizado pela Golf & Cia.

Veja as fotos da premiação.

Aguarde álbum completo

Em campo, venceu a equipe formada por Julio Higashi, Hermes Xavier, Orlando Costa e Adriano Marchetto, que somou 17 tacadas abaixo do par, na modalidade “Shamble best ball of four”, na qual todos os membros do time jogaram sua própria bola a partir da melhor tacada inicial do grupo, em cada um dos 18 buracos. Valeu o melhor resultado net da equipe por buraco.

Mais premiados – O segundo lugar, decidido nos critérios de desempate, ficou para o time de Tatsuo Aihara, Benjamin Fernandes, Giancarlo Colombo e Leticia Colombo, que também somou 17 abaixo, mas jogou pior nos nove buracos finais. Em terceiro, com 13 abaixo, ficaram Jacsymon Magalhaes, Rita Silva, Renato Araújo e Marcos Barros.

Houve ainda dois prêmios para as bolas mais perto da bandeira (Nearest to the Pin), nos buracos 2 e 9, cada um dando direito a um check-up, intransferível, no Hospital Alemão Oswaldo Cruz . Os vencedores foram Lo Sz Hsien, no buraco 2, e Marcio Melo, ex-presidente da Federação Paulista de Golfe, no buraco 9. Marcio jogou ao lado do pai, o psiquiatra Sebastião Melo, de 87 anos, um exemplo vivo de como o golfe contribui para aumentar a longevidade, com qualidade de vida, de seus praticantes.

Clínica e sorteios – Houve também uma clínica para convidados que ainda não jogam golfe, ministrada pelos profissionais Erik Andersson, head-pro do São Paulo Golf Club, e Maria Alice Gonzalez. Além das noções básicas do golfe e de suas regras, os participantes da clínica puderam dar tacadas e entender por que as principais empresas do mundo, das mais diversas áreas, fazem questão de ligar suas marcas a esse esporte diferenciado. Houve ainda uma competição de embocadas entre os participantes da clínica, vencida por Thiago Brito, com Fabio Lario, em segundo, e Adalberto Andriolo, em terceiro.

No final do dia foram sorteados brindes. Alexandre Almeida ganhou de Mariângela Klein, diretora de Marketing do Sofitel Jequitimar, um voucher de uma diária de hospedagem no hotel da praia de Pernambuco e um green-fee no vizinho Guarujá Golf Club. Também houve o sorteio de dois green-fees do Santos São Vicente Golf Club, ganho por Arnaldo La Salvia.

Social – Depois do jogo e da clínica todos tiveram tempo para aproveitar o magnífico final de tarde na varanda do clube, onde houve degustação de espumantes da Bueno Wines, do narrador e apresentador Galvão Bueno, que produz premiados vinhos na Itália o no sul do Brasil, além de degustações de Negroni, cachaças Dom Tapparo, cafés Royale e charutos La Cubanita.

Após um coquetel, aonde não faltaram os famosos salgadinhos do São Paulo, e de um jantar onde o forte foram comidas típicas alemãs ricamente preparadas, como Paprika Schnitzel e Eisbein (joelho de porco), foi feita a entrega de prêmios. A mesa de premiação foi composta por Julio Kampff, presidente do Conselho do HAOC; Danilo Bastian, CEO do HAOC, e Klaus Behrens, membro do HAOC e idealizador do torneio. Fabiane Alvarez representou o São Paulo Golf Club.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com atuação de referência em serviços de alta complexidade e ênfase nas especialidades de oncologia e doenças digestivas, a Instituição completou 120 anos em 2017. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde –, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 3.900 médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país.

Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua também na área pública como um dos cinco hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

 

 

 

 

Data: 24/09/2018
Fonte: Golfe