O que é mal súbito e quais as suas causas

Causador da morte do modelo na São Paulo Fashion Week, em abril de 2019, o mal súbito é repentino e imprevisível.

Em abril de 2019, o modelo Tales Cotta morreu após um mal súbito durante o desfile da grife Ocksa, na São Paulo Fashion Week. Na época, o ocorrido pegou todos de surpresa, ainda mais por ninguém entender o motivo da morte.

O mal súbito é causador de várias mortes, que pegam todos de surpresa por ser repentina e imprevisível.

Afinal, o que é mal súbito e quais são suas causas?

Na verdade, o mal súbito não é uma doença mas sim um sintoma de diversos problemas, caracterizado por uma perda repentina de consciência.

As causas podem variar desde um quadro de desidratação e hipoglicemia a uma arritmia cardíaca ou um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Pode se pronunciar também como uma resposta ao consumo excessivo de drogas ou álcool.

Mas a causa mais comum é a arritmia, que consiste em uma frequência irregular do coração, podendo ser acelerada ou muito lenta.

Quais os sintomas do mal súbito?

Apesar de não apresentar sintomas prévios, é possível que a pessoa sofra, momentos antes do prolapso, incômodo no peito, batimentos cardíacos acelerados, mal-estar, enjoo, dor de cabeça, falta de ar…

É importante ressaltar que há uma grande diferença entre mal súbito e morte súbita, que por sua vez, se refere a quando, de fato, a pessoa falece repentinamente, sem previsão, sem sinais de trauma ou violência, em adultos e crianças.

“Problemas cardiovasculares são a principal causa de morte súbita” explica o cardiologista Helio Castello, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

Como evitar o mal súbito?

Nem sempre é possível evitar o mal súbito, mas, manter a saúde em dia, evitar o estresse e tomar bastante água pode evitar síncopes de maneira geral.

Além disso, é recomendável manter distantes doenças como hipertensão, o diabetes, a obesidade e outros males que provocam ataques cardíacos e AVC. Assim, mesmo que indiretamente, você estará combatente o mal súbito.

Como socorrer alguém que perde a consciência

Nesse caso, o atendimento deve ser feito o mais rápido possível. É necessário contatar os serviços de emergência e reportar os diferentes sinais para que o atendente ofereça um melhor suporte.

Data: 02/08/2019
Fonte: ESCOLA EDUCAÇÃO