Manter a vacinação infantil em dia é importante mesmo em tempos de pandemia

Unidade Campo Belo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz passa a oferecer vacinação pediátrica

A vacinação é um dos principais avanços da medicina e responsável por erradicar diversas doenças. Porém, nos últimos anos, uma queda de imunização de bebês e crianças já foi detectada e pode piorar com a pandemia do novo coronavírus, por conta do medo de contaminação pela Covid-19. Dados recentes da Sociedade Brasileira de Imunização apontam que neste ano, vacinas oferecidas para crianças com até 1 ano, como a febre amarela, hepatite B para bebês de até 30 dias e a segunda dose da tríplice viral, registraram índices de 50,11%; 54,27%; e 55,7%; respectivamente. Apesar de ainda não estarem consolidados, estes números são inferiores aos percentuais registrados em 2019, quando, pela primeira vez na história, nenhuma vacinação alcançou a meta mínima no país – 90% ou 95%, dependendo da vacina.

De acordo com Ministério da Saúde, entre as 15 vacinas do calendário brasileiro, metade não bate as metas de imunização desde 2015. Isso pode ter como consequência um aumento no número de infectados de doenças que já não faziam parte da realidade brasileira há mais de vinte anos, como é o caso do sarampo, que segundo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, em 2020, registrou 8.217 casos e sete mortes pela doença no país.

“A vacinação é uma das maneiras mais eficientes de proteção de diversas doenças, seja para o indivíduo, a sua família e de terceiros. A descontinuidade da imunização, mesmo que por alguns meses, pode provocar surtos, aumentar a morbidade e mortalidade em bebês e outros grupos vulneráveis”, explica Dr. Pedro Chocair, nefrologista e Coordenador da Unidade Campo Belo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. A unidade localizada na zona Sul de São Paulo, agora, oferece serviço de vacinação pediátrica, de 0 a 13 anos, e disponibiliza as doses previstas no calendário nacional cumprindo todos os protocolos de segurança e preventiva para a Covid-19.

No Serviço de Vacinação, que já conta com atendimento do público adulto, é possível realizar a imunização preconizada pelo Ministério da Saúde, e outras vacinas recomendadas pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), como BCG ID, Hepatite B, Rotavírus, Tríplice Bacteriana, Poliomelite, Tríplice Viral, entre outras que fazem parte do calendário nacional.

Dr. Pedro Chocair ainda alerta que, em tempos de fake news, é importante ressaltar que as vacinas são seguras. “Toda vacina, antes de chegar ao paciente, é licenciada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que realiza diversas fases de avaliação, desde o processo de desenvolvimento, até a produção e fase final de aplicação. É importante entender que com a vacinação estamos garantindo que as pessoas tenham mais saúde”, afirma o médico.

Antes de ir ao Serviço de Vacinação, é necessário fazer o agendamento pelo telefone (11) 2344-2700, de segunda a sexta, das 7h às 12h.
O post Manter a vacinação infantil em dia é importante mesmo em tempos de pandemia apareceu primeiro em Revista Visão Hospitalar.

Data: 06/01/2020
Fonte: VISÃO HOSPITALAR/BRASÍLIA