Hospital Alemão Oswaldo Cruz oferece consultoria sobre Covid-19 para empresas

O Programa Saúde Integral do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que contempla o acompanhamento do colaborador em todo o ciclo de cuidado com a saúde, da prevenção até a reabilitação, passa a oferecer um pacote de serviços para que o retorno das atividades das empresas seja feita de maneira que garanta a segurança sanitária de seus colaboradores. Entre os serviços disponíveis estão a testagem do Covid-19, teleconsulta com especialistas e consultoria médica e multiprofissional.

Segundo o Gerente Médico do Saúde Integral, Dr. Leonardo Piovesan, o serviço tem como foco garantir a segurança ao quadro de funcionários das empresas, em um momento que a vacina ainda não está disponível para a população, e diminuir as chances de contaminação pelo coronavírus.

“O serviço disponibiliza atendimento com especialistas capacitados, como infectologistas e médicos da família. E além da testagem, ainda podemos avaliar todas as situações e locais de risco de determinadas atividades, identificando assim novos fluxos e novas regras para que todos exerçam suas atividades profissionais com segurança, aumentando o controle de riscos de infecção”, explica.

A testagem contempla os exames de RT-PCR, que identifica o vírus no período em que está ativo no organismo, e o de sorologia, que verifica a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus, por meio da detecção de anticorpos IgA, IgM e IgG em pessoas que foram expostas aos SARS-CoV-2.

As coletas podem acontecer na sede das empresas ou na Unidade Vergueiro do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Os colaboradores também podem ter acesso ao atendimento remoto on-line com diversos especialistas do corpo clínico da Instituição. “O tipo de teste indicado dependerá do perfil populacional da empresa”, comenda o gerente médico.

Já o serviço de consultoria, tem como objetivo garantir um retorno ao trabalho seguro para os colaboradores com a implementação de protocolos de segurança sanitária. Esse processo é dividido em módulos, que inclui desde vídeos educativos e palestras com orientações gerais sobre segurança, utilização de máscaras e higiene, até estratégias e inspeção das medidas recomendadas.

A estratégia de recomendações e protocolos, que inclui medidas de higienização, medição de temperatura e o distanciamento social entre os colaboradores, são elaboradas após uma avaliação de risco compiladas em relatório. O novo serviço do Saúde Integral do Hospital Alemão Oswaldo Cruz também inclui todo o suporte na execução e operacionalização desses protocolos.

“A análise inclui inspeção dos locais onde o trabalho é executado, vestiários, entradas e saídas de pessoas, mercadorias e insumos, refeitórios e todas superfícies que podem estar expostas ao vírus”, diz Dr. Leonardo Piovesan. “As medidas adotadas variam de acordo com o tamanho, ramo e área de atividade de cada empresa, complementa.

A última etapa contempla a inspeção e follow-up por tempo determinado ou indeterminado, a depender do serviço que a empresa adquirir. As empresas também podem ter disponível um chat para tirar dúvidas via plataforma SABES, ferramenta do programa da Instituição, que permite verificar e avaliar o diagnóstico, a estratificação populacional, mapeamento do estilo de vida, gestão dos fatores de risco em saúde e o acompanhamento nas linhas de cuidado da atenção primária.

O serviço de consultoria faz parte da estratégia de diversificação de negócios do Programa Saúde Integral, que propõe um novo modelo de gestão de saúde corporativa, mais sustentável, focado no cuidado integral do indivíduo, com a melhor experiência em saúde, para colaboradores e seus dependentes, empresas e operadoras de planos de saúde.

A iniciativa é resultado de 11 anos no cuidado de colaboradores e dependentes do Hospital Alemão Oswaldo cruz, por meio do Programa Bem-Estar, que tem entre os parceiros o Health Improvement Program da Universidade de Stanford, com a conquista de prêmios nacionais e internacionais e que reduziu a incidência de doenças crônicas, tabagismo, sedentarismo e obesidade entre os colaboradores do Hospital.

Data: 21/07/2020
Fonte: SAÚDE BUSINESS ONLINE/SÃO PAULO