Hospital Alemão Oswaldo Cruz implementa modelo de prestação de cuidados focado no paciente, utilizando o Infor Cloverleaf

A tecnologia médica faz progresso contínuo no atendimento e tratamento do paciente. Agora, a tecnologia está abrindo oportunidades para implementar novos modelos de negócios em serviços de saúde privados.

Atualmente, a forma de cobrança é a fee for service e funciona desde a década de 1930. Nela, o valor enviado às operadoras de saúde é baseado na produção, ou seja, todos os materiais utilizados no tratamento do paciente são listados em uma fatura detalhada e o total a ser cobrado é baseado em uma tabela de valores pré-definida.

Especialistas do setor acreditam que esse formato acaba estimulando o volume dos serviços, sem levar em conta a qualidade do atendimento. Pensando nisso, um novo modelo começa a surgir, focado no resultado para o paciente. O fee for service ou fee for performance avalia a relação entre as ações tomadas pelos médicos e o custo para atingí-los, priorizando a qualificação dos procedimentos.

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, foi o primeiro a trazer esse novo modelo ao Brasil. E para obter um resultado satisfatório na mudança, era preciso uma tecnologia para desenvolver uma rede para trocar dados de saúde entre diferentes provedores da Instituição, a fim de garantir um fluxo rápido, suave e sem erros de informações. A redução de custos e erros é fundamental para o sucesso da nova taxa de modelo de desempenho.

A Infor, líder global em software de saúde e nuvem de negócios, com a solução Infor Cloverleaf, foi selecionada para impulsionar essa troca de dados transformadora para o novo modelo. O Infor Cloverleaf integra dados clínicos de mais de 10.000 hospitais em todo o mundo. Nos EUA são 42% dos hospitais, mais de 900 instituições na Europa e muitos outros em todo o mundo que dependem da plataforma a cada minuto para mover dados críticos de pacientes em suas redes de atendimento. O Cloverleaf permite o modelo de integração de dados clínicos mais rápido e mais direto para sistemas modernos e antigos por meio de redes de atendimento. Isso promove uma melhoria radical nos processos clínicos e administrativos das organizações de saúde em todo o mundo.

Joel Rydbeck, diretor da Infor Health Latin América, explica que o Infor Cloverleaf é capaz de conectar todos os sistemas clínicos, reduzindo imediatamente custos, erros, lacunas e atrasos de informações, melhorando significativamente a satisfação e os resultados do paciente. “Permitir que os médicos avaliem e tratem os pacientes com todos os seus dados atuais é fundamental para que os sistemas de saúde ofereçam atendimento ideal. Sem dúvida, as informações clínicas corretas melhoram o atendimento aos pacientes e seus entes queridos”, acrescenta.

O Infor Cloverleaf está sendo implementado agora e entrará em operação antes do final de 2019. Uma vez implementado, o Hospital planeja reduzir imediatamente os custos de integração em 40% e, ao mesmo tempo, reduzir o tempo para integrar novos sistemas em mais de 50%. Combinado com dados aprimorados para tratar o paciente, isso ajudará a transição do hospital para o modelo fee for performance, pois eles trocam dados precisos do paciente em tempo real com laboratórios de terceiros, planos de saúde e outros fornecedores.

Atualpa Carvalho de Aguiar, gerente de tecnologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, conta que “a escolha pela Infor se deu pela sua capacidade única de conectar parceiros díspares em nosso sistema de saúde, combinado com sua solidez no mercado norte americano e pelo custo benefício do projeto. A experiência com a utilização do Cloverleaf na camada de integração tem sido satisfatória. Enxergamos na Infor um parceiro que poderá levar o Hospital a outros patamares no que diz respeito à inovação em saúde e proposição de novos negócios”.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com atuação de referência em serviços de alta complexidade e ênfase nas especialidades de oncologia e doenças digestivas, em 2019 a Instituição completou 122 anos. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) — principal agência mundial de acreditação em saúde –, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 3.900 médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país. Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua também na área pública como um dos cinco hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

Data: 27/11/2019
Fonte: SAÚDE BUSINESS ONLINE/SÃO PAULO