Núcleo de Gastroenterologia

A Gastroenterologia é uma especialidade que diagnostica e trata todas as doenças do trato gastrointestinal incluindo esôfago, estômago, fígado, pâncreas e intestino de maneira não cirúrgica.

Refluxo gastroesofágico é o retorno involuntário e repetitivo do conteúdo do estômago para o esôfago. Os alimentos mastigados na boca passam pela faringe, pelo esôfago (um tubo que desce pelo tórax na frente da coluna vertebral) e caem no estômago, situado no abdômen. O retorno deste material pode causar ou não lesões no esôfago. Quando isso ocorre, de forma constante, acontece a Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE).
A causa mais provável da gastrite é a fraqueza da barreira mucosa que protege a parede estomacal, permitindo que os sucos digestivos produzidos pelo estômago causem danos ao tecido que reveste o órgão. Essa fraqueza pode ser causada pela bactéria Helicobacter pylori, que vive justamente no revestimento do estômago e que, se não for tratada, pode levar ao surgimento de úlceras e até mesmo ao câncer de estômago.
A infecção por Helicobacter pylori (H. pylori) é uma infecção bacteriana que causa inflamação do estômago (gastrite), úlcera péptica e determinados tipos de câncer de estômago. A infecção por Helicobacter pylori, um tipo de bactéria, é a causa mais comum de gastrite e úlcera péptica em todo o mundo. A infecção é muito comum e aumenta com a idade. Até os 60 anos de idade, cerca de 50% das pessoas são infectadas.
A pancreatite é a principal causa do surgimento de cistos, pequenas “bolsas” que podem conter líquido. Os cistos podem levar à obstrução gastrointestinal, icterícia e anemia. Alguns cistos não necessitam de cirurgia e podem ser acompanhados com tratamento clínico adequado.
Chamada de pancreatite, a inflamação do pâncreas pode ser aguda ou crônica. Embora possam ter causas semelhantes, a crônica está relacionada à incapacidade de o pâncreas funcionar normalmente e desenvolver insuficiência do órgão podendo haver necessidade de tratamento clínico específico.
Esteatose hepática é um distúrbio que se caracteriza pelo acúmulo de gordura no fígado. Geralmente não causa sintomas. Os principais fatores de risco incluem a obesidade e o diabetes tipo 2, embora também esteja associada ao consumo excessivo de álcool. Costuma ser uma doença benigna, mas, em uma minoria de pacientes, pode evoluir para insuficiência hepática (cirrose).
Hepatite é um termo genérico que significa inflamação no fígado, que pode ser causada por medicamentos, doenças autoimunes, metabólicas, genéticas, álcool, substâncias tóxicas e vírus.
A Doença Celíaca é uma doença crônica que acomete o organismo de indivíduos com predisposição genética. Nesses pacientes, o contato com alimentos que tenham glúten induz o sistema imune a produzir células de defesa que atacam a mucosa do intestino delgado.
A constipação intestinal se caracteriza por hábito intestinal com fezes normalmente endurecidas que podem chegar a causar lesões anais em decorrência de várias alterações, desde alimentares até tumores intestinais.

 

Equipe

Equipe Multiprofissional

CONHEÇA OS PROFISSIONAIS