Como você se imagina daqui a 10 anos?

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz convida para uma reflexão: o que você tem feito pela sua saúde para chegar bem até lá?

Seus hábitos são fundamentais nesse caminho. "Prevenção" é a palavra-chave para quem quer estar com a saúde em dia. Depois dela, vem "manutenção" com a alimentação equilibrada, exercícios físicos e visitas periódicas ao médico para a realização de um check-up completo.

Exames de Prevenção

É fundamental que o paciente compareça a visitas periódicas ao médico para a realização dos exames preconizados para cada faixa etária e sexo.

Os exames de prevenção são a melhor forma de prevenir doenças crônicas, manter o corpo saudável e garantir uma boa qualidade de vida ao longo dos anos. Eles também permitem detectar, quando presentes, as doenças em uma fase mais precoce, aumentando exponencialmente sua chance de cura definitiva.

Um exame médico anual é fundamental para detectar e descartar possíveis doenças e mais ainda se a sua família tem antecedentes de doenças crônicas ou hereditárias genéticas.

As mulheres, por causa das condições hormonais, precisam de ter mais cuidado com algumas doenças que os homens não sofrem.

Confira abaixo alguns exames básicos que toda mulher e todo homem devem fazer ao longo da vida:

Dos 21 aos 65 anos, no mínimo a cada 3 anos.

  • Papanicolau e exame pélvico: prevenção do câncer do colo de útero.


Exames de sangue a partir dos 40 anos, em especial se tiver sobrepeso ou obesidade para avaliação clínica dos níveis de glicose, colesterol e triglicerídeos. Função renal e hormônios tireoidianos quando indicados e na suspeita de hipotireoidismo. Algumas sorologias para doenças sexualmente transmissíveis poderão ser solicitadas, quando a paciente pertencer a algum grupo de risco.

A partir dos 40, além de continuar realizando os exames anteriores, a mulher dever ter cuidado especial, pois aumentam as incidências de câncer de mama, por isso é importante fazer:

  • Mamografia para prevenção do câncer de mama. Muito importante para quem tem histórico familiar de câncer. A mamografia é indicada a partir na faixa etária dos 50 aos 74 anos, mas em alguns casos ela deve ser realizada precocemente, aos 40 anos em diante. Sua periodicidade é de 2 anos.


Na fase dos 50-60 anos, começa a preocupação com a menopausa e com a osteoporose. Além dos exames indicados para os 20, 30 e 40 anos, as mulheres precisam fazer:

  • Densitometria óssea para detectar a osteoporose (idade maior ou igual a 65 anos).
  • Ecografia pélvica e transvaginal para avaliar os ovários e verificar a presença de cistos, endometriose, pólipos ou miomas.
  • Exame proctológico para prevenir o câncer de intestino. A partir dos 50 anos é recomendado o exame de sangue oculto nas fezes anual, e a colonoscopia a cada 10 anos.


A partir dos 60 anos, os cuidados precisam ser redobrados. Além dos exames anteriores, é preciso checar a presença de diabetes, hipertensão arterial e osteoporose. O controle do peso é fundamental para evitar complicações. Como prevenção, é preciso fazer:

  • Exames de sangue anuais para verificar o colesterol e a glicemia para detectar a diabetes.
  • Exame de acuidade visual, pressão ocular e oftalmológico para detectar precocemente patologias como glaucoma, catarata e degeneração macular.
  • O exame de fundo de olho anual é indicado para avaliar o grau de comprometimento das artérias e lesões provocadas pelo diabetes e pela hipertensão arterial.
  • As idosas devem realizar a dosagem anual de vitamina D, pois sua reposição nesta faixa etária é fundamental para evitar a ocorrência de quedas e fraturas.

É fato que os homens vão menos ao médico por livre e espontânea vontade para fazer check-up, o que não quer dizer que estão isentos de doenças.

A maioria dos homens precisa ter mais atenção com a sua saúde. Comparado com as mulheres, os homens são mais propensos a fumar e beber, tomar decisões pouco saudáveis ou arriscadas e retrasar exames de prevenção e atenção médica.

Existem doenças que somente afetam aos homens, para preveni-las é importante o acompanhamento médico:




Na fase dos 30-40 anos, o homem precisa verificar o surgimento de doenças por meio de exames, como o excesso de ácido úrico, diabetes, colesterol ou triglicérides alteradas, entre outros. Como prevenção é preciso fazer:

  • Exame de sangue para medir a quantidade de glicose, perfil lipídico (colesterol e triglicerídeos), ácido úrico, creatinina e ureia.

Após os 40 anos de idade, o homem precisa realizar exames com a periocidade definida por seu urologista:

  • Exame de próstata para detectar o aumento da próstata e câncer.

A partir dos 50 anos, o homem também deve realizar anualmente a pesquisa de sangue oculto de fezes e a cada 10 anos a colonoscopia, para detectar o câncer no reto ou intestino grosso.



Benefícios

  • Reduz o risco de doenças cardíacas, infartos e Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Melhoria da qualidade do sono;
  • Redução da gordura corporal e aumento da massa muscular;
  • Contribui para manter o peso ideal;
  • Aumento da disposição e resistência física;
  • Regulação da pressão arterial e do nível de glicose no sangue;
  • Diminui o estresse;
  • Fortalecimento dos ossos e articulações.

Como começar a praticar atividades físicas?

Com a rotina repleta de atividades, o tempo para as atividades físicas fica comprometido. Mas as atividades diárias também são consideradas atividades físicas, como limpar a casa, lavar o carro, praticar jardinagem ou levar o cachorro para passear.

Procure adotar 30 minutos de atividades físicas nos seus dias começando por tarefas simples e rápidas mencionadas anteriormente que podem ajudar a no início.
Antes de iniciar uma atividade física, especialmente as mais pesadas e exigentes ou se você possui algum tipo de doença, é recomendável consultar um médico.

Inatividade física

A falta de atividade física causa sedentarismo e contribui para a obesidade. Além disso, aumenta:

  • O risco de diversas doenças;
  • Depressão, ansiedade e estresse;
  • Osteoporose e dores nas articulações.

Curiosidade

Com base em estudos, o Ministério da Saúde do Brasil indica que poderiam ser evitadas 260 mil mortes ao ano devido ao câncer e doenças cardíacas, caso a população brasileira adotasse o hábito de praticar 30 minutos de atividades físicas por cinco dias e por meio da alimentação saudável.

Sono desregulado

Dificuldades para dormir e para levantar, dormir pouco ou exageradamente são sinais de que a saúde mental de alguém pode estar piorando.

Mudança no apetite

A saúde mental afeta diretamente no apetite, podendo diminuir ou aumentar drasticamente a vontade de comer.

Perda de interesse em atividades cotidianas

Passatempos que não têm mais graça, cancelamento de planos, falta de vontade de fazer algo que antes se tinha muita vontade, etc.

Dificuldades para tarefas simples ou obstáculos

Pequenos contratempos diários podem se tornar impossíveis de lidar.



Existem diferentes formas de tratar doenças mentais, o mais comum e recomendado é buscar um psicólogo ou psiquiatra para fazer uma primeira consulta e obter um diagnóstico exato de cada caso isolado e, em alguns casos, são prescritos medicamentos.

É importante buscar o profissional até mesmo no menor sinal de que sua saúde mental esteja prejudicada, consultas frequentes com especialistas ajudam a manter o equilíbrio, como um check-up mental.

Além disso, procure garantir um tempo para si mesmo sempre que possível, realize uma atividade que gosta, como um esporte, meditação ou assistir a um filme. O autocuidado é a maior defesa contra problemas psicológicos.



Recém-nascidos

Até os 6 meses é essencial que o bebê receba leite materno, que oferece nutrientes e anticorpos exclusivos e fundamentais. E com o tempo é importante introduzir alimentos variados e criar uma boa rotina de alimentação desde sempre.



Crianças

Fase essencial onde ocorre grande parte da formação e crescimento. Geralmente uma das mais difíceis de seguir um plano de alimentação, mas essencial para garantir que não haja baixa de nenhum elemento para um bom desenvolvimento.



Adolescentes

Enfatiza-se o consumo de cálcio e ferro para garantir um bom desenvolvimento no corpo que está passando por muitas mudanças. Também pode ocorrer um aumento no apetite, que, levado de forma equilibrada, não oferece nenhum risco.



Adultos

Pode ser uma das fases mais difíceis, por ser uma fase de manutenção é importante mudar hábitos alimentares que não fazem tão bem ou manter costumes positivos para sua saúde.



Idosos

Se levada uma boa alimentação, regrada e variada, na fase idosa poucas mudanças devem acontecer e se torna cada vez mais importante o consumo de nutrientes.


Consulte um nutricionista e receba uma grade de alimentação específica para seu organismo. Sempre que possível reserve um tempo para preparar sua própria comida, além de ser mais saudável e te dar mais controle sobre os ingredientes e quantidades, preparar uma refeição muitas vezes pode ser algo terapêutico.