PET-CT PSMA é voltado para o estadiamento e tratamento do câncer de próstata

O moderno equipamento que une os recursos da Medicina Nuclear (PET) e da Radiologia (TC), e é um dos mais utilizados pelo Centro Especializado em Oncologia, ganha um uso específico para detecção do carcinoma da próstata, com PSMA, no estadiamento do câncer e seguimento do tratamento para os pacientes que já têm o diagnóstico.

O procedimento de PETC-CT com Gálio68-PSMA (sigla em inglês para Antígeno de Membrana Específico para Próstata), demonstra onde estão as pequenas lesões cancerígenas, oferecendo maior assertividade na escolha do tratamento tais como cirurgia guiada e radioterapia.

A vantagem do PET-CT é “varrer” o corpo inteiro, valendo-se de duas técnicas, a tomografia por emissão de pósitrons e a tomografia computadorizada, fazendo uma leitura precisa na extensão do cérebro até o final da bacia, determinando não apenas o tamanho dos tumores, mas detectando os focos de metástase, a possibilidade de recidivas e o melhor controle terapêutico para os diferentes estágios da doença.

Mais sensível do que a ressonância magnética e a tomografia computadorizada, que não cobrem o corpo todo, o PET-CT PSMA é um exame que dura apenas 20 minutos, não causando reação alérgica ou exposição à radioatividade. A sua frequência será definida de acordo com o diagnóstico ou controle do tratamento pelo médico responsável.

O exame já está disponível no Centro de Diagnóstico por Imagens (CDI) do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, sendo possível priorizar urgências e marcar exames através do canal, encaixeCDI@haoc.com.br

Data: 06/03/2019