Informe sobre a realização de cirurgias eletivas no Hospital Alemão Oswaldo Cruz durante a pandemia Covid-19

Prezado(a) Doutor(a)

Em período de pandemia, as informações precisas são fundamentais para o seu processo decisório em relação ao tratamento cirúrgico dos seus pacientes. Afinal, muitos pacientes necessitam de cirurgia e o objetivo desse comunicado é informar as medidas implementadas nas nossas Unidades hospitalares (Paulista e Vergueiro) visando a sua segurança e do seu paciente. Importante salientar que, para reduzir a circulação de pessoas e o contato direto, reuniões de trabalho são realizadas por meios eletrônicos e atividades de home office foram adotadas nas áreas pertinentes.

1. Medidas para Segurança do paciente

Antes da internação

  • Contato telefônico para aplicação de questionário segundo protocolo institucional pela equipe de enfermagem para identificação de sinais e sintomas de síndrome gripal.

Durante a Internação

  • Admissão em Unidades de Internação (inclusive Terapia Intensiva) dedicadas exclusivamente aos pacientes que não apresentam suspeita ou diagnóstico de Covid-19;
  • Fluxos separados dentro do hospital para pacientes portadores/suspeitos de Coronavírus e pacientes fora dessa condição;
  • Salas de cirurgia específicas para pacientes “não Coronavírus” e equipes treinadas para prevenção e uso correto de EPI (equipamento de proteção individual);
  • Restrição de acompanhantes e visitantes com triagem local (questionário e medida de temperatura) próximo às guaritas de acesso às torres A e B e na cancela de acesso à torre E na Unidade Paulista, e nas entradas da Rua São Joaquim, 36 (entrada pedestre) e Rua São Joaquim, 94 (entrada de veículos) antes dos postos de identificação na Unidade Vergueiro.

2. Medidas para a Segurança da equipe cirúrgica

  • Salas no Centro Cirúrgico dedicadas à pacientes não Coronavírus, sendo que na Unidade Paulista temos as salas com pressão negativa (para pacientes com Coronavírus);
  • Disponibilidade de EPIs obrigatórios como máscara N95, óculos e “face shield”;
  • Disponibilidade de dispositivo para esvaziamento seguro do pneumoperitônio em cirurgias laparoscópicas;
  • Videolaringoscópios para manuseio seguro de vias aéreas.
    • Mais informações:
      Núcleo do Paciente Cirúrgico
      11 3549-1000

      Há claro entendimento por parte da nossa instituição que a melhor decisão para a realização de procedimentos cirúrgicos eletivos é baseada no consenso entre o cirurgião e o seu paciente. As medidas acima relacionadas visam expressar nosso compromisso com a segurança.